Donald Schultz foi condenado a dois anos de liberdade condicional. Ele admitiu ter vendido duas espécies em extinção a um agente federal.

O ex-apresentador de um programa do canal Animal Planet, Donald Schultz, foi condenado nesta segunda-feira (24), nos Estados Unidos, a dois anos de liberdade condicional, 200 horas de serviço comunitário e uma multa de US$ 9 mil depois de admitir que tentasse vender dois lagartos iranianos, uma espécie em extinção, sem autorização.
Em novembro, Schultz, que é sul-africano, fez um acordo judicial e se declarou culpado de violar a Lei de Espécies Ameaçadas de Extinção. Em 2010, ele tentou vender dois lagartos raros por US$ 2,5 mil a um agente federal disfarçado de cliente.
No seu programa, “Wild Recon”, que foi cancelado, Schultz se aventurava em locais remotos para recolher amostras biológicas a partir de cobras venenosas e outros animais perigosos. Ele também fez o programa “Venom in Vegas”, no qual ficou em uma grande estrutura de vídeo fechado com mais de cem cobras, algumas venenosas, em frente a um cassino de Las Vegas.

Fonte: G1