A palestra teve como objetivo compartilhar estratégias de prevenção e denúncia de exploração sexual infantil. A experiência vai se repetir durante a Olimpíada

O coordenador-geral de Proteção à Infância do Ministério do Turismo, Adelino Neto, participou nesta quarta-feira (29/04) de uma palestra de sensibilização com taxistas de Brasília. O encontro reuniu cerca de 1000 motoristas e compartilhou experiências reais sobre como reconhecer casos suspeitos durante a rotina de trabalho. Foram distribuídos mais de cinco mil adesivos para carros e cartazes.

Segundo Adelino, a parceira com os setores ligados ao turismo fortalece as políticas públicas que garantem a proteção dos menores. “Os taxistas podem ser multiplicadores desse tema. Basta estar atento, observar e em caso de suspeita, denunciar. Muitas vezes, sem saber, os taxistas são responsáveis por transportarem os menores vitimados”, afirmou.

Brasília possui, atualmente, cerca de 3.500 taxistas, de acordo com o Sindicato dos Permissionários de Táxi e Motoristas Auxiliares do Distrito Federal (SINPETAXI).  Mais da metade da frota – cerca de 70% – circulam pelo aeroporto, região onde foi realizado o evento. A maioria dos turistas (40%) visitam a negócios, uma das vocações da capital federal, de acordo com o turismólogo e gerente de coordenação da área de turismo e de transporte do Aeroporto Internacional Juscelino Kubistchek, Carlos Eduardo Souza.

O Programa Turismo Sustentável e Infância (TSI), do Ministério do Turismo, tem o intuito de manter a sustentabilidade social e conscientizar o viajante para que, ao valorizar nossa cultura e conhecer o que há de melhor no país, também ajude a preservar a proteger os direitos de crianças e adolescentes.

No ano passado, as ações do TSI alcançaram 22 capitais do país, sensibilizando mais de duas mil pessoas em palestras realizadas para profissionais do turismo, conselheiros tutelares e educadores. Para o período pré-olímpico, estão previstos encontros com a realização das palestras em cidades como Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Manaus.

Além dos taxistas, estiveram presentes conselheiros tutelares e parlamentares.  O evento foi promovido pelo o Sindicato dos Permissionários de Táxi e Motoristas Auxiliares do Distrito Federal (SINPETAXI).

Dados

Entre 2010 e 2014, o Distrito Federal registrou um total de 442 denúncias envolvendo crianças como vítimas de exploração sexual. O número de registros, no entanto, é subestimado em comparação ao número real de casos. O Disque 100 é um canal gratuito que a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República coloca à disposição do cidadão.

Embratur