Participantes do III Encontro do Prodetur Nacional apresentaram ações inovadoras realizadas por meio do programa. Entre elas, passagens subterrâneas para evitar o trânsito de animais por rodovias

Ações inovadoras no turismo, realizadas pelos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Sergipe, Ceará, Pernambuco, Pará, Paraíba e pelo município de Salvador, por meio do Prodetur, foram apresentadas na terça-feira (28), no Rio de Janeiro, durante o III Encontro do Prodetur Nacional.

O Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur) é uma importante ferramenta de desenvolvimento do turismo. Os investimentos do programa são operacionalizados pelo Ministério do Turismo (MTur), que orienta tecnicamente as propostas estaduais e municipais, em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e com a Corporação Andina de Fomento, que atuam como financiadores internacionais.

“Os novos tempos exigem novas soluções e, por essa razão, a inovação é um ingrediente essencial ao turismo, para que ele se desenvolva de maneira consistente e sustentável”, disse o secretário de Programas do Ministério do Turismo, Neusvaldo Lima.

Conheça algumas das ações inovadoras realizadas por meio do Prodetur:

Rio de Janeiro – Um dos investimentos inovadores no estado foi a construção e a adequação ambiental da Estrada-Parque Visconde de Mauá, com passagens subterrâneas para o transito de animais silvestres, respeitando a fauna local e o Meio Ambiente. Para a sua construção, também foi realizado um estudo com o objetivo de minimizar o impacto ambiental que a estrada traria aos pássaros da região. Localizado a cerca de 200 km da capital fluminense, a estrada faz a ligação entre Visconde de Mauá a Maringá, no trecho RJ-151.

Pernambuco – A estratégia do estado foi reforçar o uso da internet e das ferramentas digitais para integrar a experiência turística do Recife Antigo e de Olinda, trabalhando na divulgação de cidades como destinos complementares. A proximidade e a importância turística e cultural dos municípios colaboraram para que o projeto tenha êxito, fortalecendo o turismo na região. Além do trabalho de comunicação, foi realizado um estudo de perfil dos turistas das cidades, materiais de divulgação, criação de identidade visual única, além de investimentos em sinalização turística.

Pará – Uma das ações inovadoras do estado é o projeto de criação da Escola de Gastronomia da Amazônia: com o objetivo de incrementar o turismo gastronômico e consolidar a culinária paraense como produto turístico, a proposta é que a escola seja um espaço para a capacitação de estudantes e profissionais ligados à cadeia produtiva do turismo, além de contribuir para a intensificação de intercâmbio de conhecimento com outros países.

Bahia – Por meio do Prodetur foi realizada a reestruturação do Sistema de Informações e Estatísticas de Turismo do Estado da Bahia (SIET). O sistema tem o objetivo de acompanhar continuamente a atividade turística, possibilitando o suprimento de informações, dados e indicadores de monitoramento do desenvolvimento do turismo na Bahia, com três eixos: estudos e pesquisas, produção de dados estatísticos e observatório do turismo. Um dos principais ganhos do sistema é a articulação com outros organismos municipais, estaduais e federais para obtenção de dados desagregados para a Bahia.

Ceará – Foram duplicadas e construídas novas estradas nos Polos Litoral Leste, Maciço de Baturité e Chapada da Ibiapaba. As obras fazem parte do projeto de Interiorização do Turismo, que além de fortalecer o segmento de sol e praia para os demais destinos do estado, visa expandir o turismo para atrativos como as serras cearenses. O clima ameno da região, as paisagens naturais, a prática de esportes de aventura e o contato com a natureza são fatores que reforçam a potencialidade turística da região.

MTur
Foto: divulgação