Prêmio do Turismo consagra profissionais de destaque no setor em 2018

0
Thaise Guzzati (ONGs), Rogério Siqueira (Iniciativa Privada), Selma Batista (Academia) e Arialdo Pinho (Governo). Fotos: Roberto Castro/MTur/Divulgação

Entre 24 finalistas, cinco profissionais foram escolhidos por votação popular nas categorias Academia, Governo, Iniciativa Privada, ONGs e Imprensa/Mídias Sociais

O 1º Prêmio Nacional do Turismo reconheceu, na noite desta quarta-feira (5), em cerimônia no Rio de Janeiro, os cinco profissionais do mercado nacional de Viagens que se destacaram por sua atuação inovadora e proativa no desenvolvimento do Turismo no país. Um total de 24 finalistas, indicados por comissão técnica formada por membros do Ministério do Turismo e do Conselho Nacional de Turismo, foram submetidos a votação popular. Ao todo, foram computados 44,2 mil votos válidos para eleger os vencedores das categorias Academia, Governo, Iniciativa Privada, ONGs e Imprensa/Mídias Sociais

A solenidade reuniu autoridades, empresários, gestores e líderes dos setores público e privado de diversos segmentos do turismo nacional. O ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, definiu o prêmio como uma “grande celebração de brasileiros que são líderes notáveis e inspiram o Brasil que queremos”. Ele afirmou que o evento “é um reconhecimento simbólico da grandeza do Turismo no Brasil e da dimensão deste grande setor da economia. Estamos premiando exemplos de pessoas que enfrentaram medos e venceram”, declarou.

A professora Selma Batista, da Universidade do Estado do Amazonas, obteve a 1ª colocação com 61% (4.430 votos) de um total de 7.244 votantes na categoria Academia. Ela coordena o Observatório do Turismo da UEA e idealizou o projeto piloto Roteiro Inclusivo no Bosque da Ciência, criado para pessoas surdas em Manaus. “É um projeto que vai permitir a auto condução e acesso ao atrativo turístico”, frisou a professora.

O 1º lugar da categoria Governo ficou com Arialdo Pinho, que disputou o prêmio com outros quatro concorrentes do setor público. O atual secretário de Turismo do Ceará conquistou 34% da preferência dos votantes (1.805 votos). À frente da pasta no estado, Pinho adotou ações de fomento ao turismo local e contribuiu para o desenvolvimento de diversos setores da economia cearense com a transformação do aeroporto de Fortaleza em um centro de conexões internacionais no Nordeste. “Já transportamos em sete meses 1,2 milhões de turistas através do hub de Fortaleza. Precisamos ousar. Turismo é emprego, turismo é renda”, destacou o secretário. Os cinco finalistas da categoria obtiveram, juntos, 5.250 votos.

Danielle Noce teve a votação mais expressiva entre todos os profissionais de turismo que concorreram à premiação. A 1º colocada de Imprensa e Mídias Sociais ficou com 86% dos votos (17.806) do total de 20.768 destinados à categoria. A youtuber tem um dos canais de viagem mais acessados do Brasil, com 2,4 milhões de inscritos e mais de 800 vídeos – entre eles, séries feitas em vários destinos nacionais. “Fazemos esse trabalho com todo carinho. Gosto muito de divulgar nossa cultura, natureza e as maravilhas desse país incrível”, disse ela em vídeo gravado para a solenidade.

Com 29% dos votos (1.503), o diretor-presidente do Beto Carrero World, Rogério Siqueira, foi o 1º colocado entre os cinco empreendedores da Iniciativa Privada finalistas do Prêmio Nacional do Turismo, que obtiveram 5.182 votos. Além de conduzir os negócios do maior parque temático da América Latina, que fica em Penha (SC), ele é o atual presidente do Conselho Estadual de Turismo de Santa Catarina. “Você tem que acordar cedo, trabalhar muito e dormir tarde. Esse reconhecimento é um exemplo de toda essa aula que aprendi com o turismo”, disse o empresário.

Entre os profissionais de Organizações Não-Governamentais que foram para a final, Thaise Guzzati, técnica da Associação de Agroturismo Acolhida na Colônia, foi a escolhida por 72% dos internautas (4.166 votos) dos 5.758 que votaram nos concorrentes da categoria ONGs. O projeto da 1ª colocada tem como objetivo melhorar as condições de vida e trabalho dos pequenos agricultores por meio do agroturismo. “Brigamos pelo turismo de base comunitária. Estamos em 25 municípios catarinenses, Rio de Janeiro e São Paulo, contribuindo para que os agricultores jovens permaneçam no campo”, ressaltou.

MENÇÕES HONROSAS – Também foram concedidas medalhas a 18 personalidades do setor indicadas pelo ministro do Turismo, Vinicius Lummertz. A honraria foi entregue aos seguintes agraciados: Alexandre Sampaio (FBHA e CETUR); Carlos Fernando Carvalho (construtora Carvalho Hosken); Fernando Marcondes de Mattos (Costão do Santinho); Guilherme Paulus (GJP Hotels e Resorts e CNT); Guillermo Alcorta (Panrotas); José Roberto Tadros (CNC); Manoel Linhares (ABIH Nacional); Marcelo Ferreira Alves (Riotur); Marx Beltrão (Ex-Ministro do Turismo); Patrick Mendes (Accor América do Sul); Pedro Passos (Natura); Roberto Medina (Rock in Rio); Roberto Simon (União Internacional dos Arquitetos); Sergio Westphalen Etchegoyen (Ministro do GSI); Walfrido dos Mares Guia ( 1º Ministro do Turismo); Jorge Rebelo de Almeida (Vila Galè); Matín Fiedler (Museu de Carros Antigos de Gramado e Museus de Cera de Foz do Iguaçu e Gramado); e Roy Taylor (Mercado & Eventos).

Ministro Vinicius Lummertz entregou menções honrosas a 18 homenageados. Foto: Roberto Castro/MTur/Divulgação

SOBRE O PRÊMIO – O 1º Prêmio Nacional do Turismo, iniciativa do Ministério do Turismo, tem por objetivo identificar, reconhecer, premiar e disseminar profissionais, práticas inovadoras e casos de sucesso da gestão pública, iniciativa privada e terceiro setor do turismo brasileiro. A premiação possui caráter simbólico, sem valor comercial ou financeiro, e é concedida na forma de troféus, entregues aos primeiros colocados de cada modalidade, e certificados, conferidos aos finalistas.

Além dos profissionais e líderes do setor indicados por entidades do Conselho Nacional do Turismo e eleitos por votação popular, por meio da internet, também foram reconhecidos projetos e iniciativas que contribuem para o fortalecimento do mercado de Viagens no Brasil em sete categorias: Monitoramento e Avaliação do Turismo; Qualificação e Formalização no Turismo; Valorização do Patrimônio pelo Turismo; Turismo de Base Local e Produção Associada ao Turismo; Turismo Social; Inovação Tecnológica no Turismo; e Marketing e Apoio à Comercialização do Turismo. CLIQUE AQUI PARA CONHECER AS INICIATIVAS VENCEDORAS.

Ascom MTur