OMT vai premiar startups pioneiras em inovação no turismo gastronômico

0
Finalistas serão conhecidos em abril de 2019. Foto: Arquivo MTur/Divulgação

Processo seletivo, aberto a empresas e pessoas físicas de qualquer país, busca identificar e reconhecer experiências que relacionam a culinária ao mercado de Viagens

Por André Martins, com informações da OMT

Empreendedores com ideias inovadoras na área de gastronomia associada ao turismo terão a chance de conquistar visibilidade internacional e ainda aprimorar o seu negócio. Estão abertas até (5) de março de 2019 as inscrições no 1º Concurso de Startups de Turismo Gastronômico da Organização Mundial do Turismo (OMT), organizado em conjunto com o Centro Culinário Basco, da Espanha. As inscrições podem ser feitas por este link: www.gastronomytourismventures.org.

A ideia da seleção, aberta a empresas e pessoas físicas de todos os países, é destacar e reconhecer exemplos capazes de integrar as duas áreas, de forma a indicar novas possibilidades e inspirar a realização de viagens. Os concorrentes devem apresentar modelos de trabalho relacionados à sustentabilidade, ao respeito à cadeia produtiva local e à oferta de narrativas autênticas, além de agregar valor ao patrimônio cultural da região onde estão inseridos.

O ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, estimula a participação de brasileiros no processo. “A gastronomia é um dos quesitos que melhor ilustram a rica identidade do país e constitui um forte fator de atração de visitantes. A inclusão de projetos nacionais no prêmio reforça o nosso trabalho pela inovação em turismo, consolidando o mercado de Viagens como importante propulsor de desenvolvimento e da geração de emprego e renda”, enfatiza.

A competição vai permitir identificar projetos pioneiros na implementação de tecnologias emergentes e disruptivas, voltados à superação de desafios e problemas do setor. As propostas devem estar comprometidas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS), a exemplo da erradicação da pobreza e da redução de desigualdades, bem como a introdução ou adaptação de elementos digitais.

O secretário-geral da OMT, Zurab Pololikashvili, observa que o prêmio contribui para a melhoria da qualidade de vida de todos os povos. “Investimentos em inovação e turismo não são fins em si, mas são meios para promover melhores produtos turísticos, melhorar a governança do setor e aproveitar sua comprovada capacidade de promover a sustentabilidade, criar empregos e gerar oportunidades”, ressalta.

FINALISTAS – Os cinco finalistas serão conhecidos no dia 1º de abril do próximo ano. Já o anúncio do vencedor ocorrerá durante a quinta edição do Fórum Mundial de Turismo Gastronômico, que vai acontecer de 2 a 3 de maio na cidade de San Sebastián, na Espanha. O primeiro colocado na seleção poderá ostentar um selo internacional e participar de um programa de acompanhamento personalizado oferecido pelo Centro Culinário Basco (CCB). O CCB, instituição acadêmica pioneira no mundo e filiada à OMT, compreende a Faculdade de Ciências Gastronômicas da Universidade Mondragon e uma unidade de inovação e pesquisa. Possui um Conselho com 11 dos principais chefs do mundo e tem como objetivo o ensino superior, a pesquisa e a promoção da gastronomia como alavanca de desenvolvimento socioeconômico.

APROVAÇÃO – A gastronomia é um dos itens mais bem avaliados por estrangeiros que visitam o Brasil. Segundo estudo do Ministério do Turismo, 95,7% dos viajantes internacionais que estiveram no país em 2017 avaliaram positivamente a culinária dos destinos brasileiros. Os destinos que mais se destacaram foram São Paulo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Espírito Santo e Brasília.

Florianópolis, capital catarinense, com sua culinária à base de massas e frutos do mar; Paraty (RJ), onde a culinária reúne elementos da cozinha caiçara e uma fartura de peixes, e Belém (PA), onde predominam pratos ligados à cultura indígena, além de influências africana e portuguesa, possuem o título de Cidades Criativas para a Gastronomia, concedido pela Unesco.

Ascom MTur