MTur leva treze parques nacionais para feira em SP

0
Durante a feira, visitantes poderão comprar produtos e serviços turísticos relacionados a parques como o dos Lençóis Maranhenses. Foto: Divulgação Embratur

Estande do Ministério do Turismo na Adventure Sports Fair vai destacar cenários, experiências, produtos e serviços turísticos nas unidades de conservação

Começa nesta sexta-feira (19) a 19ª edição da Adventure Sports Fair, principal evento latino-americano dedicado ao mercado do Turismo de Aventura e esportes ao ar livre, que deve reunir público de 30 mil pessoas até domingo (21) na capital paulista. O Ministério do Turismo participa da feira com estande de 180 m², no qual vai expor experiências e atividades disponíveis nos parques nacionais do Brasil.

O formato promocional reúne, além de representantes dos parques e governos estaduais, empresários da cadeia produtiva que vendem produtos e serviços turísticos relacionados às unidades de conservação. Visitantes interessados em comprar atividades, experiências ou passeios nos seguintes parques nacionais poderão conhecer as opções de perto: Aparados da Serra/Serra Geral (RS/SC); Iguaçu (PR); Tijuca e Serra dos Órgãos (RJ); Serra da Bocaina (RJ/SP); Itatiaia (MG/RJ); Serra do Cipó (MG); Caparaó (ES/MG); Chapada dos Veadeiros (GO); Chapada dos Guimarães (MT); Jericoacoara (CE); Lençóis Maranhenses (MA) e Anavilhanas (AM).

A Adventure Sports Fair vem se consolidando como ponto de encontro das pessoas que amam as atividades, destinos e atrações de aventura. Mais de 47% dos frequentadores da feira no ano passado declararam-se praticantes regulares do turismo de aventura e 80% afirmaram viajar pelo menos duas vezes ao ano com esse propósito. “Será uma oportunidade de apresentar ao público final da feira a ampla variedade do ecoturismo e turismo de natureza no Brasil. Quem passar pelo estande vai poder conhecer os parques, se informar sobre serviços turísticos disponíveis nessas áreas e até sair dali com ingressos, traslados e passeios comprados”, explica o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz.

A programação da feira inclui, ainda, o 14º Fórum Interamericano de Turismo Sustentável (FITS) e o Adventure Congress, ambientes de discussão com a participação de representantes dos setores público, privado, academia, entidades ambientais e trade turístico.

Para Vanessa Mendonça, diretora de Marketing e Apoio à Comercialização do MTur, a presença da Pasta e parceiros do segmento é fundamental em um evento especializado que reúne marcas, profissionais do setor, destinos e o público consumidor dessa modalidade de turismo no Brasil. “Além de promover networking entre setores público e privado, o estande vai dar visibilidade à amplitude da oferta turística já disponível nesses parques”, ressalta. Além dos parques, também estarão presentes representantes da Floresta Nacional de Ipanema (SP), da Floresta Nacional de Brasília (DF), do Caminho de Cora Coralina (GO) e do Geoparque Araripe (CE).

De acordo com o Estudo de Competitividade em Turismo do Fórum Econômico Mundial, o Brasil é o número um do mundo em atrativos naturais entre 136 países analisados. Apesar dessa vantagem comparativa, as unidades de conservação do Brasil recebem 10,7 milhões de visitantes e os municípios do entorno faturam R$ 2 bilhões, enquanto os parques dos EUA recebem mais de 300 milhões de visitantes e faturam US$ 17 bilhões.

O turismo de natureza é a segunda maior motivação das viagens de estrangeiros que desembarcam no Brasil a lazer, segundo pesquisa do Ministério do Turismo. Dos 6,5 milhões de turistas internacionais que estiveram no Brasil em 2017, mais da metade (58,8%) teve como objetivo principal o lazer e, desses, 16,3% preferiram o turismo de natureza, ecoturismo ou aventura. O número só fica atrás do segmento de sol e praia, que atraiu 72,4% do público interessado em turismo de lazer no Brasil.

Ascom MTur