Líderes do setor pedem permanência do Ministério do Turismo

0
CNT fez última reunião do ano; Foto: Roberto Castro/MTur/Divulgação

Última reunião do ano do Conselho Nacional de Turismo foi marcada também pela entrega de resultados da atual gestão

por Darse Júnior

As principais lideranças do turismo no Brasil aprovaram, por unanimidade, nesta terça-feira (20), documento que recomenda ao novo governo a manutenção do Ministério do Turismo como “pasta única, exclusiva e forte para dar as respostas necessárias ao mercado e liderar o novo ciclo de crescimento do país, como já ocorreu com o agronegócio”. A moção de apoio será entregue aos representantes do governo de transição, em Brasília. O balanço da atual gestão foi outra pauta da 53ª reunião do Conselho Nacional de Turismo (CNT) realizada no Costão do Santinho, em Florianópolis (SC). Também por unanimidade foi aprovada a entrada da Associação Brasileira das Ilhas Turísticas (Abitur) no CNT.

Na lista de conquistas do MTur foram apontados o aumento de 39% do pedido de vistos após o e-Visa, a atração de empresas aéreas especializadas em passagens de baixo custo como a Sky Airline e Norwegian, o empenho de R$ 450 milhões para obras estratégicas de infraestrutura e a disponibilização de R$ 410 milhões para micro empresas pelo Fungetur, além dos R$ 3,8 bilhões em projetos apresentados ao Prodetur e a inscrição, até o momento, de 25 mil pessoas no curso de qualificação Brasil Braços Abertos (BBA).

“O Brasil tem o maior potencial do mundo de acordo com o Fórum Econômico Mundial. Estamos falando de um setor que tem tudo para liderar o novo ciclo de desenvolvimento do país”, comentou o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, que pediu uma moção em reconhecimento ao trabalho realizado por Kátia Bogea à frente do Instituto de Patrimônio Artístico Histórico e Natural (Iphan). “É uma profissional que sempre trabalhou em parceria com o turismo”, destacou.

Autor da proposta de elaboração de um documento em defesa da manutenção do MTur, Elzário Pereira da Silva Júnior sustentou que o setor “não deve se calar” diante da perspectiva do novo governo em fundir o Turismo a outra Pasta da Esplanada. “Temos de manter essa conquista histórica”, comentou. Também esteve na pauta da 53ª reunião do CNT a apresentação da nova campanha de marketing do MTur e o balanço das câmaras temáticas de turismo.

CAMPANHA – A nova campanha do Ministério do Turismo trabalhará em duas frentes: as belezas e atrativos turísticos dos parques nacionais e o potencial do setor de viagens para a criação de empregos e, consequentemente, promover o desenvolvimento econômico do Brasil. Para mostrar toda a beleza do país considerado número um em atrativos naturais segundo o Fórum Econômico Mundial, a Pasta convidou influenciadoras digitais para conhecerem as unidades da Chapada dos Veadeiros (GO) e Itatiaia (RJ) e registrarem suas impressões. Os vídeos serão disponibilizados em dezembro nas redes do MTur.

Ascom MTur