Governador da PB sugere união do Nordeste para criação de um “novo Caribe”

0
Governador da Paraíba, Ricardo Coutinho durante Cerimônia de abertura do 8º Festival JPA, em João Pessoa (PB) - Foto: O Concierge

por Alessandra Lontra

Águas mornas, belezas naturais e culturais, gastronomia diversificada,  povo hospitaleiro e curta distância entre os destinos são ingredientes suficientes para que o Nordeste unido, venha a se transformar num “Novo Caribe”. Essa é a visão do governador da Paraíba, Ricardo Coutinho que participou da cerimônia de abertura do 8° Festival JPA, nesta sexta-feira (19), no Centro de Convenções de João Pessoa

Este é último ano em que o chefe do executivo da Paraíba participa do Festival como governador, mas antes de sair, deixou essa reflexão para o trade presente ao evento. Na visão de Coutinho, o Nordeste unificado pode vir a se tornar um grande produto para a região e se tornar mais atrativo e competitivo.

“O Nordeste precisa se unir e criar um produto como o Caribe, onde as fronteiras de países não faz tanto sentido. E a Paraíba tem estes produtos para interagir. O Nordeste é uma região com características em comum e excelentes para ofertar ao mundo. Digo isto, porque acredito que o Turismo é uma indústria fundamental, que movimenta 52 cadeias produtivas justamente por dialogar com o consumo”, disse o governador Ricardo Coutinho.

O governador disse ainda que “quase metade dos turistas que chegam à Paraíba são argentinos, então, o Mercosul precisa estreitar os laços comerciais  com o Nordeste, já que se trata de um importante mercado consumidor por tudo aquilo que representa para o Turismo. Ao mesmo tempo, nossa infraestrutura hoteleira cresce para acomodá-los. Em 2011, por exemplo, eram 8 mil leitos em João Pessoa. Hoje já são 12 mil leitos, aumento de 50% em oito anos. Já a Paraíba passou de 17 para 24 mil leitos, mesmo com os quatro anos de crise que passamos no Brasil”.