Serão cerca de 1,6 milhão de viagens pelo país, revela levantamento do Ministério do Turismo

A emenda gerada pelo feriado nacional de 21 de abril, dia de Tiradentes, vai movimentar os principais destinos turísticos brasileiros. O país deve registrar 1,6 milhão de viajantes e ter uma movimentação econômica extra de R$ 2,1 bilhões, de acordo com projeção feita pelo Ministério do Turismo.

“As viagens domésticas representam cerca de 90% da economia da indústria de viagens e turismo no país. Os feriados são uma oportunidade para o setor gerar negócios, empregos e renda para as cidades”, afirma José Francisco Lopes, diretor do Departamento de Estudos e Pesquisas do Ministério do Turismo.

O impacto econômico dos seis feriados nacionais será de R$ 18 bilhões. As folgas prolongadas – geradas pelo calendário de 2015 – vão motivar 10,9 milhões de viagens no país, com destaque para o feriado de 12 de outubro, que deverá registrar a maior movimentação financeira (R$ 2,7 bilhões) e de viagens (2 milhões).

O levantamento mostra, ainda, que o Sudeste será a região mais beneficiada com os 20 dias gerados pelas emendas. O impacto econômico na região é estimado em R$ 4,4 bilhões. O Ministério do Turismo considerou as datas de 21 de abril (Tiradentes, terça-feira), 1º de maio (Dia do Trabalho, sexta-feira), 4 de junho (Corpus Christi, quinta-feira), 7 de setembro (Independência do Brasil, segunda-feira), 12 de outubro (Dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, segunda-feira) e 2 de novembro (Finados, segunda-feira).

Foram excluídos o Carnaval, a Semana Santa, o Natal e o Réveillon, feriados estendidos, porém previstos todos os anos. O gasto médio previsto no conjunto de viagens será de R$ 1.712,87. O levantamento foi feito pelo Ministério do Turismo em parceria com a Fundação Getulio Vargas.

Acesse a movimentação e o número de viagens feitas para cada estado: Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondónia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe, Tocantins. 

MTur
Foto: divulgação