Federação Internacional de Automobilismo dá aval para realizar etapa da Formula E no Brasil

0
Ministro Marcelo Álvaro Antônio e o presidente da FIA, Jean Todt. Foto: Rodolfo Vilela/MTur/Divulgação

Pedido foi feito pelo ministro Marcelo Álvaro Antônio em Paris. Três cidades disputam sediar o circuito de rua da prova mais sustentável do automobilismo mundial

Por William França, enviado especial

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, reuniu-se nesta quarta-feira (19) com o presidente da Federação Internacional de Automobilismo, Jean Todt, na sede da entidade, em Paris, e obteve dele o aval para que o Brasil receba uma etapa do circuito mundial da Formula E, de carros elétricos de alta performance.

Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte apresentaram propostas para sediar a prova, que é realizada em circuito de rua. Essa categoria, iniciada em 2014, tem provas de aproximadamente 1 hora de duração, com carros movidos exclusivamente a energia elétrica.

No caso do Rio de Janeiro, o governo estadual apresentou duas propostas: uma que envolve o complexo do Maracanã, com parte da corrida percorrendo inclusive o gramado do estádio, e outra na Marina da Glória. Em Belo Horizonte, a proposta é de a corrida acontecer na Esplanada do Mineirão.

O presidente da FIA recepcionou as propostas com interesse e disse que, se houver possibilidade, uma das etapas poderá acontecer no Brasil ainda em dezembro deste ano. Todt aproveitou a presença do ministro Marcelo e ligou para o ex-piloto de Fórmula-1 Felipe Massa. Ele é um dos organizadores dessa modalidade. Por telefone, Massa combinou de reunir-se em agosto com o ministro para definir detalhes da prova.

Ao ser questionado por Todt sobre os motivos que levaram o Brasil a pleitear uma corrida desta modalidade, o ministro Marcelo Álvaro Antônio disse que “ter a Formula E no Brasil é um indicativo importante de que o governo federal tem interesse em inovação e em sustentabilidade associada a um evento que tem alto poder de atratividade turística e retorno financeiro para o país”.

AGENDA – Na segunda-feira (17), também em Paris, o secretário-executivo do Ministério do Turismo, Daniel Nepomuceno, esteve reunido com Alejandro Agaz, CEO e fundador da Formula E. Foram apresentadas a ele as especificidades técnicas de cada circuito proposto, bem como as contrapartidas necessárias.

A Formula E é o mais novo investimento das indústrias automobilísticas, que buscam desenvolver veículos sustentáveis e seguros. Como na Formula 1, os avanços tecnológicos da categoria são repassados para os veículos oferecidos em linha de montagem. Atualmente são 14 os circuitos desta modalidade.

Ascom MTur

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here