Condomínio de luxo em Trancoso (BA) com “Selo Etnia de Hospitalidade” ganha três novas vilas

0
Villa Alafiá, uma das quatro unidades prontas do condomínio Etnia

Um dos mais badalados hotéis-boutique do litoral brasileiro, a Etnia, mais do que uma referência em hospitalidade de alto padrão em Trancoso (BA), dá continuidade ao seu projeto de implantação, em seus domínios, de um condomínio residencial de luxo com o anúncio da construção de mais três villas em abril.

Quem adianta a novidade é o proprietário da pousada, o empresário e engenheiro Andre Felippe Zanonato. “Serão três novas villas, que se somam às outras quatro já construídas. Isso comprova que estávamos certos quando optamos, três anos atrás, em ouvir os inúmeros pedidos de nossos hóspedes, que gostariam de comprar casas dentro da pousada. Entendemos, então, que esta seria uma tendência de mercado: as pessoas querem ter uma casa em um destino como Trancoso, mas não desejam arcar com todos os compromissos que uma segunda residência traria, principalmente estando longe de seu endereço permanente”, conta Zanonato.

Nesse contexto, um condo-hotel pareceu, então, ser a solução ideal para as solicitações que recebiam de seus hóspedes. “O cliente compra o imóvel e paga fees de condomínio com custos bastante baixos – somente o necessário para oferecer segurança e manutenção das áreas privadas e comuns e para ter uma governança que cuidará do bom andamento de tudo”, diz o empresário.

Além disso, segundo Zanonato, aqueles que solicitarem um atendimento diferenciado (“under request”) poderão contar com os serviços de hospitalidade oferecidos pelo padrão Etnia, inclusive os de restaurante, housekeeping e concièrge, por exemplo, os quais serão fornecidos por uma terceira empresa de serviços do próprio hotel e o dono da villa não terá, portanto, custos de manutenção de funcionários fixos. “Se houver interesse, os imóveis poderão, inclusive, ser alugados em períodos em que não estiver ocupada por seus proprietários”, complementa.

No total, o condomínio será composto por sete villas com 1, 2 ou 3 dormitórios (com valores individuais que gravitam entre R$ 1,4 milhão e R$ 2,5 milhões e metragem que oscila entre 130 m2 e 280 m2). Construídas dentro do espaço arborizado de 7 mil metros quadrados onde se encontra a Etnia, as villas têm como característica comum uma proposta de construção que valoriza as áreas abertas e a utilização de materiais e mão de obra local, algo que acentua, harmoniosamente, a rusticidade própria do entorno. Internamente,  o bom gosto e o apuro estético são percebidos na escolha dos itens de decoração temática de cada unidade, a alta qualidade do enxoval e a sofisticação dos produtos europeus que, juntos, expressam o DNA étnico da grife Etnia em cada detalhe.

As quatro primeiras construídas foram as villas Ibó, Alafiá, Ebatí e Ojulé, cujos nomes foram pinçados da língua africana em iorubá e significam, por exemplo, ‘casa do rei’, ‘templo sagrado’, etc. As próximas unidades – Bibalé, Afin e Oriré – serão entregues em dezembro de 2019.

A região de Trancoso, nunca é demais lembrar, possui um dos metros quadrados mais valorizados do País quando se trata de terrenos para imóveis utilizados como segunda residência. De acordo com estudos realizados pelas consultorias HVS Consulting & Valuation e Newmark Knight Frank, em Trancoso e Itacaré o metro quadrado chega a US$ 3,5 mil.

Assessoria