Geosítio Sacas de Lã, designado como um Castle Koppie

 

Por sua geodiversidade, principalmente as geoformas, a região do Cariri Paraibano, localizada na mesorregião da Borborema, semiárido nordestino, é representada por grandes lajedos recobertos por matacões decamétricos de variadas formas e graus de arredondamento, que, junto à paisagem árida, configuram excepcional paisagem de beleza e contemplação. Adicionalmente, ocorrem importantes registros geológicos e paleontológicos relacionados à Bacia de Boa Vista.
Na região há, também, sítios arqueológicos, representando vestígios de civilização pré-colombiana, encontrados nos lajedos na forma de pinturas rupestres. O local possui atrações de importância para a prática do geoturismo, representando exemplo de sucesso em projetos de conservação ambiental e interiorização. No sentido de estimular o desenvolvimento sustentável suportado pela geodiversidade da região, em particular de caráter turístico, fez com que o Serviço Geológico do Brasil (CPRM) incluísse o local no escopo do Projeto Geoparques (DHT/DEGET).

Cariri 01 (1)

Para a elaboração da proposta de criação do Geoparque Cariri Paraibano foi considerado o destaque do patrimônio geológico-geomorfológico, além da beleza natural e importância cultural. A ação catalisadora desenvolvida pela CPRM representa, entretanto, somente o passo inicial para o futuro geoparque. A posterior criação de uma estrutura de gestão do geoparque e outras iniciativas complementares são aspectos essenciais e deverão ser propostas por autoridades públicas, comunidades locais e interesses privados agindo em conjunto.

Geossítio Pedra do Cálice, impressionante forma esculpida em granito pelo processo de esfoliação esferoidal
Forma esculpida em granito no Geossítio Pedra do Cálice

No período de 8 a 12 de dezembro de 2014, técnicos da CPRM e docentes das universidades UFPB, UEPB e UFRN, realizaram um trabalho de campo nos municípios de Cabaceiras e Boa Vista, para avaliar o potencial da região. Foram levantados 11 geossítios que representam geoformas esculpidas em rochas graníticas neoproterozóicas, a exemplo dos lajedos do Pai Mateus e Bravo, bem como, sedimentos bentoníticos, lavas almofadadas (pillow lavas), fósseis de vegetais e icnofósseis relacionados à Bacia de Boa Vista do limite Oligoceno-Mioceno 

Geysson Lages, Carlos Schobbenhaus, Rogério Valença,  Djair Fialho, Marcos Nascimento e Leonardo Figueiredo, à sombra de um matacão granítico
Geysson Lages, Carlos Schobbenhaus, Rogério Valença, Djair Fialho, Marcos Nascimento e Leonardo Figueiredo,
à sombra de um matacão granítico

Por fim, vale mencionar que a equipe de mapeamento da Folha Boqueirão (1:100.000), baseada na CPRM/SUREG-Recife, submeteu à Comissão Brasileira de Sítios Geológicos e Paleobiológicos (SIGEP), em 2013,  proposta de criação do geossítio “Mar de Bolas do Lajedo do Pai Mateus”, na categoria de Sítios Geomorfológicos. Aprovado como SIGEP No 068, esse geossítio foi publicado no Volume III da referida comissão e pode ser baixado no endereço http://sigep.cprm.gov.br/sitio068/sitio068_impresso.pdf.

 

CPRM
Fotos: Divulgação