Brotas adota planejamento estratégico em turismo e já colhe resultados

0
Ponte suspensa do Ecoparque Cassorova em Brotas (SP), considerada a capital do turismo de aventura - Foto: Divulgação

Desempenho positivo de agosto mostra que a proposta para alavancar os meses de baixa temporada é assertiva

O turismo no Brasil movimenta, pelos novos estudos, 571 setores da economia. Vem sendo, cada vez mais, apontado como primordial para a retomada do crescimento do País. Os viajantes consomem inúmeros produtos e serviços nos municípios que visitam e contribuem para os negócios locais resultando em geração de emprego, renda e impostos. Mas, mesmo destinos consolidados, como Brotas, que é capital do turismo de aventura, enfrentam períodos de baixa temporada. Visando atrair mais turistas nessas épocas, a Secretaria Municipal de Turismo adotou um planejamento estratégico que concentra eventos grandes em meses considerados mais fracos. E tem dado ótimos resultados. Em agosto deste ano, por exemplo, mês tradicionalmente de baixo movimento por ser pós-férias de julho e não ter feriados prolongados, Brotas não só recebeu mais turistas que no mesmo mês de 2017 como também arrecadou montante maior de imposto sobre atividade turística.

O resultado positivo não ocorreu ao acaso, afirma o secretário de Turismo, Fabio Pontes. “No final de 2017, ao elaborarmos o calendário de eventos de Brotas para 2018, um trabalho realizado juntamente com empresários do setor, representados pela Abrotur (Associação das Empresas de Turismo de Brotas e Região), Comtur (Conselho Municipal de Turismo) e vereadores, sentimos a necessidade de alavancar a baixa temporada, principalmente agosto, o mês mais fraco do ano aqui. Então, decidimos ampliar o Brotas Gourmet, festival tradicionalmente realizado em agosto, de um final de semana para um mês, e deslocar o Trirex, corrida de aventura que estava prevista para setembro, para o mês de agosto”, explica.

Com dois eventos de alto potencial para atrair turistas, agosto foi um mês excepcional para Brotas. Foram realizadas 10.858 atividades turísticas, 45% a mais que em agosto de 2017, e arrecadados R$ 61.610,15 com ISS Turístico, um aumento de 23% sobre o mesmo período do ano anterior. O número de visitantes em cachoeiras e ecoparques cresceu 50% e a ocupação dos hotéis foi 15% maior. “Com esse bom desempenho de agosto, Brotas tem tudo para fechar 2018 com aumento significativo de turistas e de arrecadação do ISS Turístico na comparação com 2017”, analisa o secretário. Em 2017, o município recebeu 280 mil turistas.

Além de geração de emprego e renda, o crescimento do turismo representa melhoria na qualidade de vida dos moradores de Brotas. Isso porque a legislação federal estabelece que 25% do ISS Turístico devem, obrigatoriamente, ir para a educação e 15% para a saúde. Em Brotas, neste ano de 2018, até agosto, o ISS Turístico somou R$ 614.938,21. Desse valor, 25%, que são R$ 153.734,55, vão para investimento em educação e 15%, ou seja, R$ 92.240,33, para a saúde. “É dinheiro do turismo que beneficia, diretamente, o brotense”, detalha Pontes.

Como em economia um setor alimenta o outro, o bom desempenho do turismo impulsiona a iniciativa privada a investir. Recentemente, Brotas ganhou duas novas atrações turísticas: Alameda Catharina, um espaço moderno que reúne lojas, restaurante, serviços e praça de alimentação e, no Ecoparque Cassorova, a ponte suspensa, com mais de 100 metros de altura. “E, em breve, será inaugurada uma terceira atração, que é uma megapiscina de borda infinita no Recanto das Cachoeiras. Juntos, nos três empreendimentos, são cerca de R$ 6 milhões de investimentos no turismo”, revela Fabio Pontes.

Brotas, frisa ele, vem trabalhando de forma contínua para a profissionalização do turismo. No final de 2015, o município implantou o voucher, que é uma taxa de visitação e ambiental, com dupla função: evita sonegação, uma vez que todo turista hospedado ou em atividade turística tem de usar a pulseirinha de identificação, e garante que o número de visitantes em cada atividade não ultrapasse o limite definido no estudo de impacto ambiental, o que, na prática, funciona como proteção ao meio ambiente.

Em 2017, adotou o planejamento estratégico do calendário de eventos e contratou assessoria de imprensa. E, agora em 2018, encomendou um plano de marketing para ampliar a divulgação do destino turístico. “Vamos aprofundar esse trabalho estratégico para 2019. Inclusive já estamos com reuniões agendadas, para as próximas semanas, para discutir e definir o calendário de eventos do próximo ano. Pela primeira vez, em 2019, teremos plano de marketing para nortear as ações de comunicação e mídia”, acrescenta Pontes.

Os esforços do poder público em parceria com a iniciativa privada para promover o destino e movimentar a economia também estão rendendo a Brotas convites para apresentar sua experiência a outras estâncias turísticas. No próximo dia 15, Fabio Pontes, convidado pela Secretaria de Turismo de Olímpia, falará a empresários do setor daquele município sobre as estratégias e resultados do turismo de Brotas.