Série “Tom Jobim instrumental” celebra obra de Antonio Carlos Jobim com quatro concertos gratuitos

0
Projeto CAIXA Cultural "Tom Jobim Instrumental" - Imagem: Divulgação

Os concertos, com participação de sete grandes instrumentistas brasileiros, serão realizados na CAIXA Cultural São Paulo no final de semana de (24) a (27) de Janeiro, em comemoração aos 92 anos que Jobim estaria completando no dia (25)

Além das apresentações musicais, o projeto terá também dois bate-papos sobre Jobim e sua obra. No dia (25), com Fábio Caramuru e Marco Bernardo, e no dia (26) com Fábio Caramuru e João Marcello Bôscoli.

Brasil, Rio de Janeiro, RJ. O músico Tom Jobim segura ergue seu chapéu durante sessão de fotos em sua casa. – Crédito:CLÓVIS FERREIRA/AGÊNCIA ESTADO/AE/Codigo imagem:8742

Antonio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim, ou simplesmente Tom Jobim (1927-1994), é um dos maiores nomes de todos os tempos da música brasileira. Notável como compositor, pianista e arranjador, foi um dos criadores do histórico movimento bossa nova.

Para relembrar Jobim e celebrar seu 92º aniversário, a série “Tom Jobim Instrumental” presta homenagem ao compositor por meio de quatro concertos dedicados a interpretações instrumentais de sua obra por grandes nomes da música instrumental brasileira. Todos eles músicos de reconhecida trajetória, que transitam com autoridade pelo repertório do homenageado.

Gratuitos e com patrocínio da Caixa Econômica Federal, os concertos serão realizados nos dias (24), (25), (26) e (27) de Janeiro de 2019, na CAIXA Cultural São Paulo.

Pianista Fábio Caramuru – Foto Rafael Salvador/Divulgação

A direção musical da série é do pianista Fábio Caramuru. É uma grande honra estar à frente de um projeto dedicado à lembrança do maestro soberano, reunindo artistas tão representativos da cultura brasileira, afirma Caramuru. Segundo ele, “homenagear Tom Jobim é algo que acontece de forma cotidiana e natural, é um prazer inigualável interpretar sua música. A obra de Jobim proporciona uma inesgotável descoberta de sonoridades, talhadas no bom gosto e no equilíbrio, com harmonias, ritmos e melodias essenciais e bastante sofisticados”.

São 46 obras, em versões instrumentais – Os concertos têm programas diferentes, e cada um deles será mostrado duas vezes. No repertório dos concertos, sempre em versões instrumentais, 46 obras de Tom Jobim, criteriosamente escolhidas entre suas mais de 300 composições. Delas, 18 são apenas de Jobim. As demais foram escritas por Jobim e receberam letras de parceiros como Vinícius de Moraes, Newton Mendonça, Aloysio de Oliveira e Chico Buarque.

Programação

24 de Janeiro, quinta-feira – 19h15

Fábio Caramuru piano
Camilo Carrara violão
Toninho Ferragutti acordeom

Água de beber / Chovendo na roseira / Quebra-pedra / A correnteza / Dindi / Two kites / Lígia / Flor do mato / Sabiá / Garota de Ipanema / Insensatez / Triste / Desafinado / Eu te amo / Corcovado / Samba de uma nota só / Wave / Luísa / Modinha / Passarim / Surfboard / Ela é carioca / Samba do avião / Boto / Choro

25 de Janeiro, sexta-feira – 19h15

Patrícia Ribeiro violoncelo
Léa Freire flauta
Marco Bernardo piano
Edson Ghillardi percussão

O Morro Não Tem Vez (Favela) / Derradeira Primavera / Na Hora do Adeus / Imagina / Olha Maria / O que Tinha de Ser / Gabriela / Borzeguim / Brigas nunca mais / Luciana / Outra vez / Águas de março / Mojave / Lamento no morro / Valsa do Porto das Caixas / Chega de saudade / Retrato em Branco e Preto / Inútil Paisagem / Foi a Noite / Eu Sei Que Vou Te Amar / Anos Dourados

Às 20h30, após a apresentação musical, bate-papo com Fábio Caramuru e Marco Bernardo: “As influências musicais de Tom Jobim e seus estilos de composição”

26 de Janeiro, sábado – 19h15

Fábio Caramuru piano
Camilo Carrara violão
Toninho Ferragutti acordeom

Água de beber / Chovendo na roseira / Quebra-pedra / A correnteza / Dindi / Two kites / Lígia / Flor do mato / Sabiá / Garota de Ipanema / Insensatez /  Triste / Desafinado / Eu te amo / Corcovado / Samba de uma nota só / Wave /  Luísa / Modinha / Passarim / Surfboard / Ela é carioca / Samba do avião /  Boto / Choro

Às 20h30, após a apresentação musical, bate-papo com Fábio Caramuru e João Marcelo Bôscoli: “A convivência do maestro soberano com grandes nomes da MPB e a música de Jobim no mundo”

27 de Janeiro, domingo – 19h15

Patrícia Ribeiro violoncelo
Léa Freire flauta
Marco Bernardo piano
Edson Ghillardi percussão

O Moro Não Tem Vez (Favela) /  Derradeira Primavera / Na Hora do Adeus / Imagina / Olha Maria / O que Tinha de Ser / Gabriela / Borzeguim / Brigas nunca mais / Luciana / Outra vez / Águas de março / Mojave / Lamento no morro / Valsa do Porto das Caixas / Chega de saudade / Retrato em Branco e Preto / Inútil Paisagem / Foi a Noite / Eu Sei Que Vou Te Amar / Anos Dourados

SERVIÇO
Tom Jobim Instrumental
Local: CAIXA Cultural São Paulo (Praça da Sé, 111 – Centro) – próximo à estação Sé do Metrô
Data: 24 a 27 de janeiro de 2019 (quinta a domingo)
Horário: às 19h15
Informações: (11) 3321 4400
Classificação indicativa: Livre
Capacidade: 80 lugares
Duração: 70 minutos
Entrada Franca: ingressos distribuídos a partir das 9h do dia do evento
Acesso para pessoas com deficiência
Patrocínio: Caixa e Governo Federal