Primeira-dama afirma que Programa de Artesanato da Paraíba objetiva alcançar melhores índices de produtividade e de comercialização para setor

0
Primeira dama do Estado e presidente de Honra do Programa do Artesanato da Paraíba (PAP), Ana Maria Sales Lins - Foto: André Lúcio /Divulgação

A primeira-dama do Estado e presidente de Honra do Programa do Artesanato da Paraíba (PAP), Ana Maria Sales Lins, participou, nesta quarta-feira (20), do Seminário do Artesanato Paraibano, realizado no auditório do Sebrae, em João Pessoa, pelo Governo do Estado, por meio do PAP, vinculado à Secretaria de Estado do Turismo e Desenvolvimento Econômico. O evento objetiva qualificar ainda mais os profissionais deste segmento no Estado.

Na ocasião, Ana Lins afirmou que a grande meta da gestão é o crescimento ainda maior do artesanato paraibano. “A Paraíba tem o mais rico artesanato do País, o que nos dá a certeza de que podemos alcançar melhores índices de produtividade e de comercialização, aumentando, desta forma, a rentabilidade de cada artesão”, afirmou.

Em seguida, Ana Maria Lins passou às mãos do governador João Azevêdo e de outras autoridades o Plano Estratégico do Programa do Artesanato Paraibano.

O 1° Seminário do Artesanato Paraibano foi aberto pelo governador João Azevêdo, que destacou a importância do evento para a qualificação dos artesãos paraibanos. “Este Seminário visa justamente à informação, à preparação, à troca de experiência entre artesãos e pessoas, através de palestras, poder direcionar e orientar a produção e a comercialização desses produtos. A partir do momento em que se estabelece um marco como este – voltar a capacitar o artesão – é fundamental para o crescimento deste segmento”, disse.

O secretário do Turismo e Desenvolvimento Econômico, Gustavo Feliciano, ressaltou que um dos benefícios do primeiro Seminário do Artesanato Paraibano é aproximar os artesão das ações desenvolvidas pelo Governo do Estado. “Esse evento, composto por três ciclos de palestras, aproxima ainda mais os artesãos do Programa do Artesanato da Paraíba, fomentando o programa como um todo, oferecendo ao artesão uma nova visão, levando a sua criatividade para o mundo empreendedor e sustentável”, disse.

Já a gestora do PAP, Marielza Rodriguez, destacou que o Seminário é a primeira ação do governador João Azevêdo para o segmento, e retoma as ações de capacitação do Programa. “É um momento em que estamos debatendo as diretrizes e as estratégias do artesanato paraibano para os próximos quatro anos”, acrescentou, frisando a importância da capacitação para que o artesão corresponda às expectativas do mercado consumidor.

O superintendente do Sebrae na Paraíba, Walter Aguiar, falou da importância da economia criativa nos dias atuais. “Todos os estudos que o Sebrae realiza mostram a importância da economia criativa para o Brasil e o mundo, principalmente com foco na sustentabilidade. Com as mudanças no mercado de trabalho, o artesanato será muito importante na geração de riquezas para os estados”.

Participaram ainda do 1° Seminário do Artesanato Paraibano o secretário de Estado da Cultura, Damião Cavalcanti; o deputado estadual João Gonçalves, que representou a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB); e a presidente da Fasart, Míriam Rodrigues.

Público recorde – O primeiro dia do Seminário do Artesanato da Paraíba foi prestigiado por artesãos de várias cidades de João Pessoa e Região Metropolitana. Com o objetivo de se qualificar ainda mais, artesãos vindos de cidades como Cabedelo, Santa Rita e Bayeux lotaram o auditório do Sebrae.

Magno Monteiro, que trabalha com brinquedos populares há cinco anos, não teve dúvidas ao descrever a importância do evento para ele e os demais colegas. “Esse evento é não apenas um momento de troca de experiência, mas também de incentivo, de continuarmos firmes e fortes nesta arte que é tão importante para a cultura do nosso Estado. Então, é um momento muito válido”, disse.

Já a artesã Juracy Pereira, que trabalha na tipologia crochê, afirmou que o Seminário, somado a eventos como o Salão do Artesanato da Paraíba, proporciona uma grande oportunidade de qualificação. “É um momento de crescimento, de aprender cada vez mais. Desde criança que convivo com o artesanato. Por isso, acho muito importante essa renovação”, finalizou.

Ao longo do dia, foram ministradas as seguintes palestras:

9h30 – palestra: “O Poder da Ação – Como o artesão pode movimentar um Negócio de Sucesso?” – Isaac Holanda Martins , coaching;
10h30 – palestra “o artesão na era da transformação digital” – Renata Câmara Avelino – Jornalista e técnica do Sebrae PB;
11h10 – debate
11h30 – palestra: “PAP PB – novas diretrizes e estratégias para o desenvolvimento sustentável do Artesanato Paraibano” – Marielza Rodriguez – Gestora do PAP PB;
12h30 – debate
13h – encerramento

Secom PB