Atriz Adassa Martins conversa com o Arte Clube sobre a história da jovem ativista paquistanesa

A história da paquistanesa Malala Yousafzai, a pessoa mais jovem a ganhar o prêmio Nobel da Paz, ganha agora uma versão no musical infantil Malala, a menina que queria ir para a escola.  Atriz Adassa Martins conversa com o Arte Clube sobre a história da jovem ativista paquistanesa

“O espetáculo traz a história dessa menina maravilhosa, Malala, uma jovem paquistanesa que hoje tem 21 anos, e que aos 15 anos foi baleada pelo Talibã por defender o direito das meninas a irem à escola. É uma história comovente, de superação, onde o ensinamento de que o amor vence o ódio vem à tona através dessa menina brilhante. A história é trazida à cena com muita alegria, leveza e com esse olhar de que o amor supera tudo”, conta a atriz Adassa Martins.

Essa é a primeira adaptação teatral do livro-reportagem infanto-juvenil da jornalista Adriana Carranca, vencedora do Prêmio FNLIJ nas categorias Escritora Revelação e Livro Informativo. Na peça, o espectador também vai conferir como foi a experiência da primeira jornalista brasileira a ir ao Vale do Swat, com o intuito de conhecer a verdadeira história da menina.

O musical é idealizado pela atriz Tatiana Quadros, com direção de Renato Carrera, adaptação de Rafael Souza-Ribeiro e com canções originais de Adriana Calcanhotto.

O Arte Clube vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 12h.

Serviço:  

Malala, a menina que queria ir para a escola
Local: Teatro Sesc Ginástico
Endereço: Av. Graça Aranha, 187, Centro, Rio de Janeiro
Informações: (21) 2279-4027
Estreia dia 12 de outubro, sexta-feira, às 15h.
Temporada: 12, 13, 14, 20 e 21 de outubro. Sexta-feira, às 15h, sábados e domingos, às 11h e 15h.
Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)
Funcionamento da Bilheteria: de terça a domingo, das 13h às 20h.
Lotação: 513 lugares
Duração: 70 minutos
Classificação: Livre

EBC