“Hóspede da Natureza” recente álbum de Cátia de França ganha edição em vinil

0
Cátia de França / por Rodrigo de Freitas

O trabalho foi lançado pela Natura Musical e tem distribuição da Graúna Produções

Expoente da música regional brasileira, a cantora, compositora e multi-instrumentista paraibana Cátia de França tem uma rica trajetória, marcada por parcerias e gravações com nomes como Zé Ramalho, Elba Ramalho, Jackson do Pandeiro e Clementina de Jesus. Com mais de 40 anos de carreira, ela lançou em 2016 “Hóspede da Natureza” (Porangareté/Natura Musical). O disco, que já estava disponível nas plataformas de streaming, agora ganha uma edição especial em LP 12″ laranja opaco 180g, incluindo encarte, já à venda online e nos shows da artista.

Cátia de França / por José de Holanda

O álbum é um de seus trabalhos mais intensos, apontando para um dos pontos altos de sua carreira e faz parte de um resgate de toda a trajetória da artista. Com a turnê desse álbum, ela segue rodando algumas das principais capitais do país. Gravado e produzido por Rodrigo Garcia entre o fim de 2005 e 2006, “Hóspede da Natureza” busca inspiração na bíblia hippie “Walden, ou A Vida nos Bosques”, escrito em 1847 por Henry D. Thoreau. Pensando nisso, o trabalho foi norteado por um espírito intimista. Não por acaso, grande parte do processo de gravação aconteceu nos cômodos de uma casa localizada na serra fluminense. Garcia reuniu um time de peso, que anteriormente acompanhava Cássia Eller nos palcos, para dar forma às composições de Cátia. Os créditos do disco contam com músicos de renome, como o multi-instrumentista de sopros Marcelo Bernardes, que grava e excursiona com Chico Buarque, Walter Villaça nas guitarras e a conceituada Lan Lanh (Elba Ramalho, Marisa Monte, Nando Reis, etc.) na percussão.

As faixas trazem uma coleção de novas canções de Cátia e parcerias inesperadas. Entre elas estão “Evidências”, escrita com a carioca Mônica Dantas; e “Pra doer”, creditada a Júlio Sortica, cujo poema foi musicado por Cátia.

Esse é apenas um dos flertes de Cátia com o lado literário de sua música. Manoel de Barros aparece em “Grandezas pantaneiras” e Thoreau e seu “Walden” dão o tom da faixa-título. Trazendo uma gama de ritmos para o álbum, Cátia de França pinta “Hóspede da Natureza” de todas as cores, indo do reggae de “Geração” à bossa nova jobiniana “Rua do Ouvidor”, passando pelo blues (“Evidências” e “Tramas da Cidade”), o bumba-meu-boi de “Debaixo da tamarineira/Ô Mateu”, ritmos africanos (“O trator”) e loas de caboclo (“As águas que correram dos meus óio”), além do ótimo galope rock n’ roll de “Minha vida é uma rede”.

Assista ao vídeo de “As águas que correram dos meus óio/O trator”:

“Hóspede da Natureza” veio para somar aos trabalhos de destaque de Cátia de França, em uma produção do selo Porangareté com patrocínio do programa Natura Musical, selecionado no edital nacional.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here