Eleonora Falcone e Seu Pereira realizam show no projeto Pôr do Sol do Hotel Globo

0
Seu Pereira e Eleonora Falcone - Foto: Divulgação

“Sanhauá”, umas das músicas do mais recente EP MAIS QUE MAR de Eleonora Falcone, é mote para mais um encontro entre a cantora e Seu Pereira (Jonathas Falcão). E desta vez o rio não é somente a celebração musical da poesia de Lúcio Lins, mas também será testemunha deste show, que será realizado no Hotel Globo, no Centro Histórico de João Pessoa, local com uma das vistas mais privilegiadas da cidade para o Sanhauá. Com entrada gratuita, dentro do projeto Pôr do Sol do Hotel Globo, do Animacentro da Funjope, o show acontecerá no próximo dia (24) de maio, sexta-feira, às 16h30

A parceria musical, que ainda em 2018 teve um encontro emblemático no Natal na Usina, volta aos palcos para revisitar grandes sucessos da carreira de Eleonora Falcone e Seu Pereira, que cantam juntos suas composições, com novos arranjos, experimentações e cumplicidade entre os artistas, rodeados de grandes musicistas da música paraibana, para apresentar um show que será, certamente, inesquecível: Thiago Sombra no baixo, Lucas Carvalho no acordeom, Felipe Gomes no trompete e Gilson Machado na bateria e percussão.

Sobre os artistas:

Eleonora Falcone

Eleonora Falcone nasceu em João Pessoa (PB) e iniciou sua carreira artística no Rio de Janeiro onde, em 2000, lançou APETITE, que traz canções de sua autoria e de autores da cena carioca. A partir do lançamento do primeiro CD em sua cidade natal, a artista integra-se à cena musical paraibana, tornando-se parceira de poetas conterrâneos e participando de grandes eventos do circuito paraibano como Centro em Cena, Fenart, Seis e Meia, Estação Nordeste, Cineport e Agosto das Letras.

Conquista o primeiro lugar do XIII Festival MPB/SESC/FUNJOPE com “Carta de Amor”, sua e do poeta paraibano Lúcio Lins, que dá origem a um videoclipe produzido com apoio do Polo Multimídia da UFPB. Em 2007, lança EU TENHO UM PEDAÇO DE SOL QUE GUARDO COMIGO DESDE MENINA (cujo o nome foi abreviado para PEDAÇO DE SOL), CD gravado em João Pessoa, cujo repertório é integralmente baseado em autores paraibanos.

Eleonora vem se apresentando em eventos como Novo Canto e Levada Oi Futuro (Rio de Janeiro – RJ), Recbeat (Recife – PE), Feira da Música (Fortaleza – CE), Femucic (Maringá – PR), Festival de Inverno (Campina Grande – PB), Festival de Artes de Areia (Areia – PB), entre outros. Com a Orquestra de Câmara da Cidade de João Pessoa, cantou no Concerto de Inauguração da Estação Cabo Branco (João Pessoa), uma das últimas obras do arquiteto Oscar Niemayer.

Em 2018, a artista produz e lança nas plataformas digitais, com distribuição da Dubas Música, o EP MAIS QUE MAR, composto por poemas de Lúcio Lins especialmente musicados por ela para este projeto, cuja faixa de abertura, “Sanhauá”, deu origem a seu segundo videoclipe. Ainda em 2018, Eleonora lança o lyric vídeo de “Vestindo o Poema”, segunda faixa do EP.

Seu Pereira

Nome artístico de Jonathas Pereira Falcão, foi influenciado pela avó, que cantava canções de João do Vale, Luiz Gonzaga e recitava poesia de cordel. Aos 9 anos, aprendeu a tocar flauta doce e desde então começou a compor melodias; dos 14 aos 15 aprendeu a tocar violão e, com os três primeiros acordes que aprendeu, começou a compor, influenciado pelo rock dos anos 1980/90 e pela MPB: Clube da Esquina, Geraldo Azevedo, Zé Ramalho, Belchior.

Em 1995, Jonathas conhece Pedro Osmar, músico e compositor, que apresentou a música feita na Paraíba à época através do Musiclube, sendo apresentado ao trabalho de Chico César, Lenine e Totonho. Esses artistas, junto com o Manguebeat, mudaram completamente sua visão musical.

Em 2009, residia em Campina Grande (PB). Largou a agência de publicidade que trabalhava, montou a banda Seu Pereira e Coletivo 401 e entrou para a banda Chico Correa & Electronic Band. Com esses dois projetos, começou a viajar pelo Brasil e pelo mundo. Com Chico Correa, participou de festivais em países da África e Europa. Com Seu Pereira e Coletivo 401, já viajou por quase todas as regiões do Brasil.

O primeiro disco, Seu Pereira e Coletivo 401, lançado em 2013, tem uma pegada mais funk e Sambafunk. O EP MUSA CALIENTE, de 2015, tem influência mais de música Latina misturada com estilos do Norte e Nordeste do Brasil. O segundo álbum, vem com uma pegada mais rock’n holl, mais “iê iê iê”.

Na banda Seu Pereira e Coletivo 401, é difícil definir um estilo, a base é o funk e o rock, mas como compositor, Jonathas transita entre vários outros estilos como Samba e Coco, estilos que estão presentes em outro projeto musical do qual ele faz parte, o Parahyba Samba Trio. Ele também compõe estilos mais regionais como o xote e o baião, que fazem parte do projeto Musa Caliente e estão presentes nos shows do Forró do Seu Pereira.

SERVIÇO:

Show com Eleonora Falcone e Seu Pereira – Pôr do Sol do Hotel Globo
Data: 24 de maio de 2019
Horário: 16h30
Local: Hotel Globo – Largo de São Frei Pedro Gonçalves, 7 – Varadouro, João Pessoa – PB
Ingressos: entrada gratuita

 

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here