Barracão Cultural apresenta montagem de rua que reflete sobre diferenças

0
NÓS - foto de Morris Picciotto / divulgacao

Montagem que reflete sobre as diferenças a partir do livro de Eva Funari tem encenação lúdica e bem humorada, onde a música ao vivo, criada por Dr Morris, tem papel de destaque na dramaturgia

A Cia. Barracão Cultural apresenta o espetáculo NÓS, no Parque do Povo e Jardim da Luz, em Bom Retiro, São Paulo, respectivamente nos dias (29) e dia (30) de julho, sábado e domingo. As sessões (grátis) ocorrem na Área de Eventos dos parques em dois horários: às 11h e às 15h. A montagem narra a trajetória de Mel, uma garota que sofre bullying, mas não consegue chorar, e aparecem nós pelo seu corpo

NÓS é uma adaptação do livro homônimo de Eva Furnari com dramaturgia de Sérgio Pires e direção de Cris Lozano. No elenco: Eloisa Elena, Leandro Goulart, Lucas Nuti e William Simplício. A direção musical é de Dr Morris, a cenografia de Marco Lima e o figurino de Marichilene Artisevskis. Este é o terceiro espetáculo de rua da companhia, que já realizou os bem sucedidos O Tribunal de Salomão, em 2011, e A Condessa e o Bandoleiro, em 2014.

NÓS conta a história de Mel, uma garota que nasceu em um repolho mofado, na pequena Pamongas, onde vivia feliz e rodeada por borboletas: motivo de brincadeiras e zombarias por parte dos habitantes ‘normais’ da cidade. Um dia, de tanto segurar as mágoas e o choro, que não caia nem mesmo descascando cebolas, Mel acabou com o corpo cheio de nós, cada um mais apertado que o outro. Diante disso, resolveu ir embora para um lugar distante e saiu disfarçada de geladeira. Mel não sabia que havia tantas coisas para conhecer. Cinco nós foram necessários para que ela se aventurasse. À medida que se permitiu vivenciar cada coisa diferente na jornada, seus nós foram se desfazendo e ela descobriu uma cidade onde cada um tinha seu próprio nó e ninguém ligava para isso.

O principal argumento para a Barracão Cultural montar um espetáculo a partir de um livro de Eva Furnari é sua habilidade em abordar temas sensíveis e polêmicos de forma objetiva, lúdica e fantástica. Em NÓS, ela propõe uma reflexão sobre temas como diversidade, intolerância, respeito e alteridade. A relação que se estabelece entre as características peculiares de Mel e a relação com o ambiente onde vive gera “nós” em seu corpo e a obriga a realizar uma jornada de autodescoberta.

“Essa menina traz uma coisa bela e poética para o mundo, que são as borboletas, mas a consequência por ser diferente é se tornar uma pessoa deslocada e com marcas no corpo”; comenta a atriz Eloisa Elena, que vive a personagem. “Acreditamos que falar sobre os temas propostos por Eva é uma questão urgente, com potencial para encontrar ressonância entre os mais diversos públicos e estimular a convivência e o respeito”, completa Eloisa. Ela também ressalta que o espetáculo não mostra somente o lugar da dificuldade, nem retrata a resignação na dor. “Mel representa a força de vontade, a busca. Ela não esmorece no desejo de encontrar o seu lugar no mundo”.

Para a diretora Cris Lozano, “o micro-bullying, aquele que pode ser praticado quase sem perceber, não é apresentado como julgamenteo ou denúncia, mas como propulsor da autorreflexão”. Isso é colocado em cena de forma leve, em uma encenação lúdica e cheia de humor. A narrativa passa pelo realismo fantástico, deixando livre o imaginário do público. Lozano explica que a encenação busca inserir o espectador na história, fazê-lo pensar sobre como agiria diante daquela situação e também entender que não se deve tratar com naturalidade a banalização das diferenças.

O espetáculo tem um coro de vozes masculinas que, segundo a diretora, pode representar o patriarcado, mostrando como essa menina é vista, a partir de uma questão bem mais forte que a poética. “Esse coro traz a herança polifônica do coletivo masculino que espera da mulher um comportamento limitado do que não é poético”. Os atores-músicos se revezam nas personagens que vão surgindo durante a trajetória da menina: adolescentes, homens de negócios e trio de vacas malhadas, entre outros. Mas um dos garotos não se encaixa, exatamente, na posição de antagonista, ele tem afeição pela garota, mas não vai contra a posição dos colegas.

Serviço:
Espetáculo NÓS
Duração: 60 minutos. Classificação: Livre para todos os públicos.
29 de junho. Sábado, às 11h e às 15h
Local: Parque do Povo – Mário Pimenta Camargo (Área de Eventos)
Av. Henrique Chamma, 420 – Pinheiros. Tel: (11) 3073-1217
30 de junho. Domingo, às 11h e às 15h
Local: Parque Jardim da Luz (Área de Eventos)
Praça da Luz, s/n – Bom Retiro, São Paulo. Tel: (11) 3227-3545

 

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here