Reciclagem de material e uso de tecnologias preservam recursos e são prioridade na moderna construção civil

0
Construção Reserva do Atlântico - Alliance / divulgacao

A preocupação com o Meio Ambiente é cada vez mais debatida em todas as novas formas de consumo. Na construção civil, a preocupação ambiental não é apenas em relação ao que as construtoras entregam como benefícios ambientais para os moradores, mas também a forma com que as empresas lidam com os materiais no processo construtivo dos empreendimentos.

De acordo com Manoel Sena, diretor de obras da construtora Alliance, uma das maiores empresas do país, todos os processos das obras são pensados para minimizar os resíduos e o desperdício de materiais. “Nossa coleta na construção é feita de modo seletivo, sendo separados plásticos, papeis e madeiras que são doados a ONGs. Em relação aos resíduos de construção (metralha), trabalhamos em parceria com uma usina de reciclagem onde os resíduos são triturados, tratados e reutilizados em aterros e bases para pavimentações dos nossos empreendimentos. Com isso, reutilizamos os detritos gerados por nossas próprias obras”, esclarece.

Além disso, a vivência com uma alternativa sustentável é algo que tem conquistado os moradores que estão em busca de novas possibilidades de consumo. Por causa disso, o diretor de obras afirma que os projetos incluem itens como toda a iluminação em LED, além de valorizarem o contato com a natureza no paisagismo. “A sustentabilidade faz parte da nossa política de qualidade e serve como um dos pilares da organização. Os investimentos não são apenas nos projetos e materiais, mas também em treinamentos de motivação e conscientização dos nossos colaboradores internos e fornecedores”, afirma Manoel Sena.

A MRV é outra empresa que tem investido em soluções inovadoras que visam o desenvolvimento sustentável. Parte dos empreendimentos da construtora oferecem painéis fotovoltaicos capazes de produzir energia elétrica para ser utilizada nos condomínios. o objetivo da empresa é inserir a tecnologia em todos os novos projetos até 2022, o que contará com um investimento de R$ 800 milhões.

DIA MUNDIAL – Comemorado nesta quarta-feira (5), o Dia Mundial do Meio Ambiente entrou no calendário em 1972, por meio da Conferência das Organização das Nações Unidas sobre Meio Ambiente. Desde maio de 1981 a data também passou a fazer parte das comemorações nacionais, como forma de alertar para a preservação ambiental do país. Em 2019, com o tema ‘Poluição do ar’, a campanha chama atenção para a emissão de substâncias nocivas à saúde.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here