Visão territorial sustentável para qualificar os destinos turísticos

0
Imagem divulgação

por Regina Amorim

Os destinos turísticos são construídos, no dia a dia, por diferentes atores do território, movidos pelos seus interesses e tendo como referência o novo perfil de consumo dos turistas, as necessidades da população local, as expectativas de lucratividade das empresas e as normas da conservação ambiental.

Os fóruns e as associações de turismo e cultura precisam atuar em rede e responder com inteligência às ações coletivas que visem atingir objetivos específicos. É preciso ter entusiasmo e agilidade!! Estar em rede é muito importante para a sustentabilidade dos pequenos negócios.

As redes empresariais contribuem para a melhoria do funcionamento das empresas e impulsionam a competitividade territorial. Portanto, onde existem redes locais ou regionais, e um sistema de comunicação desenvolvido, as inovações se difundirão, contribuindo para que o destino turístico seja um território inteligente.

Redes Locais são novas formas de organização social do século XXI. Não têm dono!! Todos são iguais e comprometidos com os resultados. As redes de cooperação e reciprocidade que possuem elevados níveis de confiança estão mais capacitadas para a inovação e adaptadas ao desenvolvimento local.

Por outro lado, o desenvolvimento local exige uma gestão pública inovadora, alinhada com propósitos coletivos. Entretanto, em pleno século XXI, a visão de atuação da grande maioria dos gestores públicos municipais, ainda é muito precária,  comprometendo assim o desenvolvimento do turismo e demais atividades econômicas e culturais do território.

É preciso capacitar gestores públicos e líderes empresariais, tornando-os capazes de protagonizar mudanças.  Sem a qualificação do gestor público e dos principais atores locais não é possível avançar no desenvolvimento territorial.

Uma nova cultura de gestão de pessoas no setor público, passa pela profissionalização do serviço público focada nas pessoas, onde os cargos devem ser preenchidos pela capacidade técnica e não por interesses políticos.

É comum encontrar nos destinos turísticos, projetos sem foco em resultados, e sistemas de gestão sem visão estratégica. A descontinuidade político administrativa, em geral, não dá continuidade aos bons projetos.

Também é comum a ausência de políticas públicas explícitas para o desenvolvimento local, mas sim, a gestão pública ultrapassada, onde ainda prevalece a cultura do autoritarismo e do clientelismo.

Para avançar como destino turístico inteligente é necessário melhores condições de atingir  um desenvolvimento regional equilibrado, elevando a capacidade de governança de um território, qualificando as lideranças dos fóruns de turismo, criando o observatório do desenvolvimento do turismo, fortalecendo o capital social, ampliando a visão de parcerias público-privadas.

Os atores dos destinos turísticos precisam fortalecer o “sentimento de pertença”, com relação à preservação da cultura do lugar, bem como o desenvolvimento da criatividade e da inovação para melhor atender à demanda de mercado nos dias atuais.

E por onde começar a atuar com visão territorial sustentável para qualificar os destinos turísticos?

Imagem divugação
Imagem divulgação

Para alinhar todo esse conhecimento, SEBRAE disponibiliza duas turmas do curso Formação de Empreendedores em Visão Territorial Sustentável, com início nos dias (19) e (20) de março no SEBRAE João Pessoa e dias (22) e (23) de março no SEBRAE Patos.

O curso traz toda essa abordagem de desenvolvimento sustentável, possibilitando que empresários, lideranças públicas e privadas, gestores públicos, prefeitos, vereadores, secretários municipais, atores culturais, sejam capacitados para responder às oportunidades e aos desafios  existentes no seu território, contribuindo para as transformações econômicas, sociais, culturais, políticas e ambientais, juntamente com a capacidade de empoderamento do território.

São 8 módulos de 16h/aula, sendo 1 módulo a cada 15 dias, totalizando 128h/aula, no horário das 08h às 12h e das 14h às 18h.

O investimento é R$ 1.840,00 em 10x no cartão VISA ou MASTER.

O Folder digital do Curso Formação de Empreendedores em Visão Territorial Sustentável está disponível no link AQUI.

Mais informações, procurar o SEBRAE Paraíba, mais próximo de você ou ligar para 83.2108.1256 e 83.99981.1486.

Gestora de turismo do Sebrae, Regina Amorim - Imagem: Divulgação

Regina Medeiros Amorim
Mestre em Visão Territorial e Sustentável do Desenvolvimento, Pós-graduada em Gestão e Marketing do Turismo, Gestora de Turismo do SEBRAE – Paraíba.

 

*O conteúdo deste artigo é de propriedade intelectual do (a) autor (a), e não reflete, necessariamente, a opinião do O Concierge
*Esta plataforma destina-se ao debate sobre o conteúdo publicado apenas para fins informativos e de entretenimento
*O usuário é o único responsável pelo que escreve em seu comentário, de modo que responderá integralmente por qualquer ofensa a direitos de terceiros que seu comentário possa causar