Quem anima o Varal Poético Junino nesta quarta-feira (18), às 19h, é o poeta, músico e xilogravurista Marcelo Soares. A apresentação acontecerá no primeiro pavimento da Torre Mirante da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano. A entrada é aberta ao público e contará com a presença dos alunos do Programa Nacional Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) do Serviço Social do Comércio e Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Sesc/Senac).

varal-poetico-3

Na apresentação Marcelo Soares que também é cordelista, arte-educador e compositor vai apresentar poesias e músicas de seus últimos trabalhos independentes, a exemplo de “Bodega do Forró”. “Arte do cordel, da cultura popular, sempre esteve presente na minha vida e na minha família. Nasci e cresci vendo meu pai cantar e tocar repente. Minha casa sempre foi frequentada por poetas populares que eram amigos de meu pai, a exemplo de Patativa do Assaré, Manuel Monteiro e tantos outros”, comentou Marcelo Soares.

Marcelo Soares – É natural de Olinda (PE), mas veio morar, há menos de um ano, em João Pessoa, depois que os dois filhos passaram no vestibular para Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Aprendeu a técnica da gravura com o pai José Soares, cordelista conhecido como “O Poeta Repórter”. Expandiu suas atividades, incursionando pelo desenho e pintura, criando capas e ilustrações para livros, discos, cartazes de filmes, shows, teatro e outros. É autor de 100 títulos de cordéis, participou de mais de 40 exposições de xilogravura individuais e coletivas, possui quatro CDs independentes com músicas de forró.

Ilustrou obras de dezenas de poetas populares, tendo também trabalhado para editoras como Brasiliense, ltatiaia, Prelo, Paulinas, Contexto e Global e para jornais como O Globo, Jornal do Brasil, O Pasquim, Jornal do Commercio e Diário de Pernambuco. No Rio de Janeiro, fez curso de xilogravura na Escola de Artes Visuais do Parque Lage (1984), ensinou na Escolinha de Arte do Brasil (1984-1985) e trabalhou no ateliê de Augusto Rodrigues (1987-1991). Retornando a Pernambuco, Marcelo tornou-se Diretor de Cultura do Município de Timbaúba (1992-1996), fundou a Folheteria Cordel (1997), trabalhou com Ariano Suassuna (1994-1998), ministrou oficinas de gravura, no Brasil e nas cidades de Marseille, Toulon, Poitiers e Paris, em 2005, durante as comemorações do Ano do Brasil na França, e na Universidade do Porto, em Portugal, em 2007. Em 2008, tornou-se Artista Visitante na UERJ. Em 2009 viajou aos EUA para participar da Folk Art International Market em Santa Fé, New Mexico.

O projeto – O Varal Poético surgiu em 2012 com a pretensão de homenagear um poeta, músico ou uma pessoa que sempre contribui para a cultura popular. A proposta é incentivar as várias interpretações da palavra em um clima de confraternização. Cada pessoa se dirige ao varal, escolhe a poesia que mais lhe agrada e declama segundo a sua interpretação.

Serviço:
Varal Poético

Atração: Marcelo Soares

Data: quarta-feira (18)

Hora: 19h

Local: Primeiro pavimento da Torre Mirante – Altiplano

Informações: 3214. 8303 – 3214.8270

www.joaopessoa.pb.gov.br/estacaocabobranco

Twitter: @estacaocb

Face: https://www.facebook.com/estacao.cabobranco

 

CONTATO PARA IMPRENSA

Contato do poeta: Marcelo Soares

Fone: (81) 9122.1463 – 9862.1338 – 9355.2872

Email: marceloalvsoares@gmail.com

Jonathan Vieira – chefe da Gestão Educacional da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes

Contatos: (83) 3214-8303; Ramal 217 – (83) 8805-1058 / 8114-9729