Formada por sete alunos da Rede Municipal de Ensino de João Pessoa, a única equipe da Paraíba a participar da edição de 2014 da Robocup fez sua estreia nesta segunda-feira (21) na competição.  Os alunos da equipe Apolo da Escola Municipal Apolônio Salesc se apresentaram no início da tarde no Centro de Convenções Poeta Ronaldo Cunha Lima, local do evento. A apresentação teve duração de cinco minutos e mostrou a interação dos alunos com os robôs em ritmos como hip hop, forró, frevo e samba. O torneio acontece durante toda a semana e se encerra na sexta-feira (25).

A equipe de João Pessoa fez sua primeira apresentação no torneio sob o status de campeão brasileira na categoria “Robocup Júnior Dance Primary”. O título foi conquistado no ano passado, na cidade de Fortaleza, estado do Ceará, que sediou a Olimpíada Brasileira de Robótica.

robotica_foto_rafaelqueiroz-3

Para Thales Albuquerque, responsável pela equipe de João Pessoa e professor de Robótica da Apolo da Escola Municipal Apolônio Salesc, trata-se de um trabalho pioneiro e que serviu para despertar o interesse dos alunos com a robótica. “Nas aulas de robótica, aplicamos os conteúdos de forma pedagógica e contextualizados no cotidiano. Assim, os alunos conseguem fixar de uma maneira melhor o assunto”, destacou.

No primeiro dia de competições, a equipe paraibana se apresentou junto com seus outros 11 adversários. Ao final do dia será divulgada uma primeira parcial. As equipes voltam a se apresentar nesta terça-feira (22) e o somatório dos pontos obtidos nos dois dias irá determinar as seis equipes que passarão para próxima fase. Caso o somatório da equipe pessoense seja uma das seis maiores, os alunos voltam a se apresentar na quarta-feira (23), caso contrário, estará eliminada do torneio.

Equipe – A equipe que representa a Paraíba na competição é formada por sete alunos da Rede Municipal de Ensino de João Pessoa, que construíram seis robôs. O grupo Apolo é composto pelos estudantes Letícia Cabral dos Santos, Juliana da Silva do Passo Ramos, Luiza Helena Rodrigues de Amorim, Lurdes Maria Galdino Souza, Caio Lucas Felisberto de Lima Gomes, Aleff Matheus Henrique Ferreira, Anderson Gabriel Galdino Araújo e Daniel Batista da Silva.

O evento – Considerado um dos maiores eventos tecnológicos internacionais, este campeonato foi criado em 1997 no Japão com o propósito de construir antes do ano 2050 uma equipe de robôs capaz de ganhar uma partida contra a seleção vencedora do Mundial da Fifa.

A entidade organizadora prevê que o campeonato, com acesso aberto ao público, reúna cerca de 3 mil estudantes de 45 países. São mais de 400 equipes e aproximadamente 60 mil espectadores.

As finais de todas as categorias acontecem na próxima quinta-feira (24), sendo as principais das 9h às 17h e as juniores, das 9h às 15h. Os vencedores vão ganhar troféus e a equipe campeã da categoria humanóide AdultSize (tamanho adulto) ficará, durante um ano, com a taça Louis Vuitton, esculpida em cristal e desenhada especialmente para a RoboCup. Na sexta não haverá competições, apenas workshops para os participantes.

Ônibus – A Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob) montou um plano especial de transporte para atender ao público durante a RoboCup. A linha 507 – Cabo Branco, que circula até a Estação Cabo Branco, vai estender seu itinerário até o Centro de Convenções. O plano funciona no horário das 9h às 19h.