Turismo recebe proposta de parceria entre Brasil e China

0
71
Representantes são recebidos por Alberto Alves (centro). Crédito: Geraldo Gurgel/MTur / Divulgação

Presidente da Câmara de Comércio de Desenvolvimento Internacional Brasil-China propõe ações de promoção para ampliar turismo entre os países.

Por Gerando Gurgel

Para ampliar o mercado de viagens entre Brasil e China, o presidente da Câmara de Comércio Brasil-China, Fabio Hu, propôs ao Secretário Executivo do Ministério do Turismo, Alberto Alves, aumentar a promoção entre os dois países. A partir de setembro, a instituição contará com um escritório permanente de promoção dos negócios brasileiros na cidade de Xiamen, uma das mais modernas da China. O escritório será inaugurado durante a reunião dos Brics, de (3) a (5) de setembro, com a participação do governo brasileiro, além de representantes da Rússia, Índia, China e África do Sul.

O turista chinês é o que mais viaja e o que mais gasta durante os passeios pelo mundo. Em 2016, mais de 130 milhões de chineses viajaram pelo mundo, porém pouco mais de 50 mil escolheram o Brasil como destino. “Precisamos adequar o turismo do Brasil para recebermos viajantes da China com oferta de pacotes que atendam às expectativas desse mercado diferenciado”, disse Alberto Alves, reconhecendo o apoio da Câmara de Comércio Brasil-China, que há 15 anos fomenta a realização de negócios e investimentos.

Atualmente, o Brasil tem mais de 300 agências de turismo brasileiras credenciadas no Ministério do Turismo para receberem turistas chineses. O cadastro das agências é obrigatório na legislação brasileira e também segue determinação do governo chinês.

Ascom MTur