Neste primeiro de Maio, Dia Mundial do Trabalhador, o Turismo tem bastante a representar e comemorar, trata-se de uma força de atividade em todo o globo terrestre.  No Brasil, o crescimento de 51,2% de vagas nos últimos 7 anos foi dos mais significativos, de acordo com o Ministério do Trabalho. O setor contribuiu com 6,25% empregos formais do ano de 2013, 3 milhões de trabalhadores com carteira assinada.

Hospedagem, operadoras e agências de viagens, alimentação, transporte, serviços em geral, cultura e lazer. Em todos os vínculos o  trabalhador turístico esteve em alta. O crescimento do setor foi de 51,2% já que em 2006 foram computados 1,9 milhões de trabalhadores nas atividades vinculadas aos turismo. Mas, é preciso salientar, também é um setor de alta rotatividade

O Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC), que apresentou no início de abril o seu estudo anual sobre a economia do turismo, também aponta para o fato de o setor ter gerado cerca de três milhões de postos de trabalho diretamente e que a contribuição total (diretos, indiretos e induzidos) chegaria a 8,4 milhões.

Com os grandes eventos esportivos, como a Copa e as Olimpíadas, há uma expectativa de que 380 mil postos de trabalho temporários sejam criados. As novas vagas estão relacionadas para  bares e restaurantes, e em cargos como recepcionistas, atendentes e garçons.

O Pronatec, Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, também contribui para a recolocação profissional e qualificação dos profissionais. No Turismo, mais de 166 mil pessoas estão matriculadas em cursos relacionados como os de garçons, camareiras, bartender, recepcionistas, policias civis, militares, guardas municipais e bombeiros. A meta  prevista era de 150 mil vagas em cursos profissionalizantes até a Copa 2014.

Travel3