Turismo em excesso pode ser um problema

0
121
Imagem: Divulgação

turismofobia é um termo bastante recente, mas que tem aparecido nos noticiários com certa frequência nos últimos meses. Anteriormente já publicado aqui, cidades como Veneza e Amsterdã já demonstraram certo tipo de hostilidade em relação ao número maciço de visitantes, porém um posicionamento mais severo em relação ao tema é percebido em Barcelona.

A exposição e interesse pelo destino se deu, sobretudo, pela Olimpíada de 1992. No entanto, ainda que tenha investido na infraestrutura turística, Barcelona dá sinais de um crescimento desgovernado. A cidade espanhola, com aproximadamente 1,6 milhões de moradores, recebe uma média de 32 milhões de turistas ao ano.

“Barcelona se depara com o desafio de gerenciar uma cidade turística, o que é bem diferente da gestão do turismo em uma cidade. Este não é um desafio que será resolvido com medidas de curto prazo”, explica a diretora da Pires & Associados e presidente do Conselho de Turismo e Negócios da Fecomércio São Paulo, Jeanine Pires, no blog MKT Destinos.

Ainda segundo Jeanine, é preciso pensar em soluções a longo prazo no gerenciamento das cidades, visto que por ter se tornado um problema comum dos habitantes locais, deverá basear-se em uma ampla consulta comunitária. “A solução exigirá determinação por parte de formuladores de políticas e da indústria, que já se organizam para liderar o assunto — uma vez que o que setor é indispensável ao desenvolvimento do país”, pontua.

Leia o artigo da blogueira neste link

Panrotas