Trilhas dos Potiguaras no Litoral Norte da Paraíba ganha Espaço Cultural

0
Na foto, Secretário Executivo de Turismo Ivan Buriti, presidente do Fórum Trilhas dos Potiguaras Aluizio Lorena, Caciques Natan e Marcos, Sec Municipal de Assuntos Indígenas Isaías Marculino e membros da secretaria municipal de turismo Deoclécio e Josias Viana / imagem reprodução

por Ana Célia Macedo

Com a finalidade de fortalecer a cultura indígena na perspectiva do ecoturismo, a Secretaria de Executiva de Turismo (Seted) em parceria com a Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), demarcaram no ultimo mês de maio, no Alto da Cardosa, limite entre as Aldeias Lagoa do Mato e Alto do Tambá, na Baía da Traição, o local de construção do Centro de Cultura Potiguara. O projeto terá participação efetiva dos jovens Potiguaras

O Espaço contará com 27 metros de diâmetro. Dentro serão alojadas ocas temáticas e um centro de rituais indígenas, com o objetivo de envolver o turista na atmosfera icônica do lugar e valorizar a história, a gastronomia, o artesanato e os rituais religiosos dos Potiguaras.

A iniciativa surgiu por meio da demanda de turistas que procuram nas Trilhas um lugar característico, onde a cultura indígena seja apreciada.

O turista vai ter uma experiência enriquecedora, afirma o secretário executivo de turismo, Ivan Burity. “Conhecendo como os índios moravam, provando da sua gastronomia, tendo seu “momento índio”, ou seja, se caracterizando, usando grafismo corporal e adereços indígenas, tendo inclusive a oportunidade de adquirir o artesanato Potiguara”, declarou.

Fazem parte do ambiente das Trilhas dos Potiguaras 32 aldeias que se adaptaram a urbanização e a modernidade, sem migrar do seu lugar de origem, que é o Litoral Norte da Paraíba. Ainda segundo Ivan Burity, é muito importante que a cultura Potiguara seja fomentada primeiramente entre os próprios nativos. “Preservar a cultura indígena é preservar o conhecimento, a história, e a razão de ser do índio, além do sentimento de pertencimento”, revelou.

Com a construção do Espaço as secretarias também pretendem dar oportunidade de emprego e renda para a juventude Potiguara.

O projeto conta com o apoio do Fórum das Trilhas dos Potiguaras, das Lideranças Indígenas locais, das Prefeituras da Baía da Traição, de Marcação, de Rio Tinto e da Funai.