STTP recebe voto de aplauso da Câmara Municipal de Campina Grande

0
8
Imagem: Divulgação

O projeto “Cordel na Integração”, implantado pela Prefeitura de Campina Grande, através da parceria entre a STTP e alunos do Curso de Comunicação Social da UFCG, durante o Maior São João do Mundo, foi, mais uma vez, reconhecido como importante instrumento da expressão e riqueza cultural da região.

A STTP recebeu voto de aplauso pela implantação do projeto, concedido pela Câmara Municipal de Campina Grande. O requerimento, feito pelo vereador Alexandre Pereira da Silva, foi aprovado por unanimidade pela Casa Legislativa.

De acordo com a presidente da Câmara de vereadores, Ivonete Ludgério, o projeto tem chamado a atenção dos passageiros no Terminal de Integração, abordando os costumes, tradições e a cultura nordestina, através de poemas da literatura de cordel.  “O nosso voto de aplauso é de reconhecimento a esse trabalho tão nobre, num projeto dos alunos da UFCG em parceria com a STTP”, disse.

A exposição de Literatura de Cordel e xilogravuras no Terminal de Integração foi realizado durante  mês de junho, e tem como objetivo divulgar a literatura de cordel, estimular a leitura, e apresentar o trabalho de poetas campinenses, através de uma exposição, apresentação e recitação de cordéis, inclusive com apresentações culturais relacionadas a literatura de cordel.

O superintendente da STTP, Felix Neto, ressaltou que o projeto foi um sucesso de parceria levando a atividade artística e cultural, para os mais de oitenta mil passageiros que diariamente transitam pelo Terminal de Integração. “Concluímos recentemente uma grande reforma física no Terminal, e celebrando esse momento também presenteamos a população com o deleite do melhor da nossa cultura nordestina”, disse o dirigente adiantando que o projeto terá continuidade.

A iniciativa, que também recebeu apoio da Secult – Secretaria de Cultura do Município, partiu dos alunos do curso de Comunicação Social (Educomunicação) da Universidade Federal de Campina Grande: Eduarda Bezerra, Euridiane Costa e Humberto Pereira, como objeto de estudo para o trabalho de conclusão do curso.

A proposta de “Literatura de Cordel” no Terminal de Integração, conta ainda com a participação de grafiteiros, realizando um trabalho artístico voltado para a literatura de Cordel, visando conter as pichações do local, o que também deixou o ambiente bem no clima junino.