Simpósio Brasileiro de Qualidade do Projeto no Ambiente Construído acontece em João Pessoa

0
54

João Pessoa sedia, de (4) a (6) de outubro, o V Simpósio Brasileiro de Qualidade do Projeto no Ambiente Construído acontece no auditório do Centro de Tecnologia da UFPB e vai discutir novas tecnologias e práticas da construção civil no Brasil e no mundo

O evento é promovido pela Universidade Federal da Paraíba e  pela Associação Nacional de Tecnologia no Ambiente Construído (Antac). É a primeira vez que este simpósio acontece no Nordeste. Com o tema “Diferentes culturas, diferentes práticas de projeto no Brasil e no mundo”, o objetivo é aprofundar a discussão em torno de todas as fases de uma edificação: o planejamento, a concepção, o desenvolvimento, a construção, a operação, o uso,  a manutenção e a desconstrução, por meio da tecnologia para melhorias na qualidade.

Segundo o coordenador geral Claudino Lins Nóbrega Jr, professor doutor do Centro de Tecnologia da Universidade Federal da Paraíba, a baixa qualidade dos projetos na construção civil ocasiona vários problemas na obra, como desperdício, má execução, retrabalho e baixo nível de sustentabilidade. “Ainda é muito comum ocorrerem problemas na obra por falhas no projeto, e que poderiam ser evitadas” afirma.

Quatro subtemas fazem parte da programação do Simpósio: “Gestão do processo de projeto”, “Sustentabilidade: estratégia ou meta na construção de edifícios”, “Soluções integradas: interoperabilidade, modelagem da informação e colaboração” e “Avaliação pós ocupação de edifícios e espaços urbanos: experiências regionais, nacionais e internacionais”.

O V Simpósio Brasileiro de Qualidade do Projeto no Ambiente Construído terá a participação de especialistas renomados, entre eles Regina Coeli Ruschel, engenheira, professora da Unicamp, que desenvolve pesquisas sobre a tecnologia BIM (Building Information Modeling), um programa que envolve a modelagem das informações do edifício e cria um modelo digital 3D que abrange todo o ciclo de vida da construção. Sua palestra será “Transformações na prática de projetos com BIM”. Uma pesquisa de mestrado da engenheira Ayanna Wanderley apontou que a tecnologia BIM, amplamente usada em diversos países desenvolvidos, é utilizada em menos de 3% dos projetos de obras no Recife.

Luiz Henrique Ceotto, engenheiro que foi responsável por projetos e construções no Brasil da renomada Tishman Speyer Properties, fundador do Comitê de Tecnologia e Qualidade do Sinduscon de São Paulo, falará sobre “Gestão de projetos complexos”. O professor doutor Silvio Melhado, coordenador nacional do grupo de trabalho de Qualidade do Projeto abordará o tema “Retrospectiva da evolução da gestão da qualidade de projetos em 25 anos no Brasil, e perspectivas”.

A programação do evento consta ainda com a participação do arquiteto Josemar Ferraz, com mais de 40 anos de experiência em projetos, compatibilização e consultoria em arquitetura hospitalar, hoteleira, comercial e imobiliária, participação do arquiteto Paulo Macedo, que tem um portfólio com mais de 200 importantes obras projetadas em diversos estados do país, engenheiro Hugo Montenegro, CEO do Grupo Alliance PB.

O V SBQP terá ainda as mesas redondas “Avaliação Pós Ocupação – Experiências Regionais”, com Nice Medvedoviski, Elisa Reifschneider e Paulo Rhengantz, e “Gestão de Projetos –  Experiências Regionais”, com Paulo Andrey, Josemar Ferraz, Paulo Macedo e Hugo Montenegro.

Haverá ainda apresentação de trabalhos de pesquisa em andamento, e durante o evento será realizada a reunião geral do Grupo Nacional de Trabalho “Qualidade de Projeto”. Inscrições abertas e toda a programação no endereço eletrônico: http://sbqp2017.com.br