Os jesuítas tiveram uma participação notória na história do Brasil após a chegada dos portugueses. O legado deixado no país pelos religiosos é vasto e para falar da história e importância da atuação da ordem, acontece de segunda (31) a sexta-feira (4), o “Seminário Jesuítas do Brasil: legado para o Patrimônio Histórico”, no Santuário Nacional São José de Anchieta, em Anchieta (ES).

A proposta do evento é o intercambio de experiências entre gestores de bens jesuítas tombados, gestores e agentes públicos envolvidos na preservação do patrimônio, representantes da sociedade civil, profissionais da área do patrimônio cultural e sociedade acadêmica, na discussão sobre a influência dos jesuítas na fundação de cidades, igrejas, escolas e na importância da continuação desta memória.

O seminário, organizado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Companhia de Jesus e o Santuário Nacional São José de Anchieta, irá reunir representantes do Estado, do Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia, Maranhão, Pará e Rio Grande do Sul. A programação faz parte da comemoração dos 80 anos do Iphan.

No Espírito Santo, as construções deixadas pelos jesuítas mostram a relevância desses religiosos para a história do estado. Dentre alguns monumentos estão o Palácio Anchieta, em Vitória; a Igreja Velha de São Mateus; a Matriz Nossa Senhora da Conceição, em Guarapari; a Igreja Reis Magos, em Serra, e o Santuário Nacional São José de Anchieta.

Serviço:
Seminário Jesuítas do Brasil: legado para o Patrimônio Histórico
Local: Santuário Nacional São Jose de Anchieta
Data: Segunda-feira (31 de julho) a sexta-feira (04 de agosto)

Inscrições Encerradas

Programação:

Segunda-feira (31 de julho)

17h – Abertura do Seminário;

Local: Centro Cultural;
19h- Missa em homenagem a Santo Inácio de Loyola;

Santuário Nacional;

20h – Apresentação da Banda da Polícia Militar do Espírito Santo;

Terça-feira (1° de agosto)

9h – Conferência: O legado jesuíta para o Patrimônio Histórico Brasileiro;

Andrey Rosenthal Schlee – Diretor do Departamento de Patrimônio Material e     Fiscalização do Iphan.

11h- Conferência: Os Jesuítas no Maranhão;

Representantes Iphan-MA e Companhia de Jesus;

14h- Conferência: Os aldeamentos jesuítas no Espírito Santo;

Representantes Iphan-ES e Companhia de Jesus;

16h- Conferência: A Capitania de São Vicente;

Representantes Iphan-SP e Companhia de Jesus;

17h30 – Mesa redonda

Quarta-feira (02 de agosto)

09h- Conferência: São Salvador de Santa Cruz;
Representantes Iphan-BA e Companhia de Jesus;
11h- Conferência: Os Jesuítas na Guanabara;
Representantes Iphan-RJ e Companhia de Jesus;
14h- Conferência: As missões jesuítas;
Representantes Iphan-RS e Companhia de Jesus;
16h- Conferência: A Capitania de Grão-Pará;
Representantes Iphan-PA e Companhia de Jesus;
17h30 – Mesa redonda;
19h – Missa;

Quinta-feira (03 de agosto)

09h – Apresentação de Projetos de Pesquisa acadêmicos sobre o patrimônio jesuíta;
11h30 – Mesa redonda;
14h – Visita a Igreja Nossa Senhora da Assunção
Santuário Nacional São José de Anchieta;
18h – Apresentação Cultural;
19h – Missa;

Sexta-feira (04 de agosto)
09h – Visita a Igreja Nossa Senhora da Conceição, em Guarapari;
14h – Visita a Igreja de Reis Magos, em Serra.

Ascom Setur ES