Aberto há apenas dois dias, o 20º Salão de Artesanato da Paraíba, em Campina Grande, já conseguiu movimentar mais R$ 70 mil em 4.133 peças comercializadas, com destaque para as tipologias fios, madeira e couro   , que estão entre os mais vendidos. A cerâmica é a tipologia homenageada e tem chamado a atenção dos visitantes, que são recebidos, na entrada do evento, por esculturas    de Santo Antônio, São João e São Pedro, feitas de argila, de 1,20m de altura.

O trabalho do casal Francineide e Sidney Pereira, residente no município de Alhandra, Litoral Paraibano, já rendeu inúmeras encomendas, principalmente para igrejas. “Fomos informados que já teremos nossas peças representadas no Museu Casa do Artista Popular em João Pessoa, comprovando que a arte pode se eternizar. Depois de aposentados, eu e minha esposa decidimos transformar a argila, barata e acessível, em verdadeiras obras de arte. Estamos em busca de mão de obra para nos ajudar a multiplicar essa riqueza”, enfatizou o artesão    Sidney Pereira.

14.06.14-abertura-salao-artesanato-camp.-grande_fotos-roberto-guedes-861

A esposa, Francileide Pereira, destacou a importância das parcerias. “Estamos no segundo Salão, que foi uma verdadeira vitrine para o nosso trabalho e para a cidade em que vivemos, Alhandra, a qual queremos transformar num verdadeiro polo de produção   ceramista. Inclusive, já recebi convite para repassar os ensinamentos para os alunos da rede estadual. O interessante é colocar em prática todo aprendizado”, avaliou a artesã.

São quase quatro mil artesãos    de 128 municípios paraibanos, distribuídos em uma área de 3.800 metros quadrados com uma melhor localização, próximo ao Parque do Povo. Além das peças em cerâmica, os turistas poderão adquirir artesanato em fibras, fios, ossos, madeira, algodão colorido, escamas de peixe, ferro e outros. Dentro do espaço, o Sebrae Paraíba vai prestar orientações aos artesãos que possuam um perfil empreendedor para que saiba como se formalizar e abrir o próprio negócio.

De acordo com a gestora do Programa de Artesanato da Paraíba, Ladjane Barbosa, as vendas estão dentro do esperado para a época de grande fluxo no São João. “Nos finais de semana as vendas superam as expectativas e a localização nos ajuda na comercialização. Mesmo em feriados ou dias de jogo, estaremos abertos, inclusive com duas televisões, sendo uma na Ilha do Futebol e outra na Ilha Cerâmica, além de um grande telão na praça de alimentação    para que ninguém deixe de assistir as partidas”, acrescentou.

14.06.14-abertura-salao-artesanato-camp.-grande_fotos-roberto-guedes-823

Investimentos    – O Governo do Estado tem investido na produção artesanal da Paraíba através da concessão de crédito por meio do Empreender Artesão. Até o momento, já foi destinado R$ 1 milhão. Além disso, há o investimento voltado para asCasas    de Artesanato, onde já foram aplicados mais de R$ 300 mil nas regiões do Sertão, Cariri e Curimataú. Nos locais, os artesãos podem exibir seus produtos e movimentar o fluxo de vendas.

Horários    de funcionamento –Mesmo nos dias de jogo da Copa do Mundo de Futebol e feriados, como Corpus Christi e São João, não haverá fechamento do Salão. O atendimento será ininterrupto ao público até o dia 29 de junho, no horário das 11h às 22h. Já no período de 30 à 6 julho, será das 15h às 22h. O Salão está localizado em uma área ocupada pela concessionária   Ourovel, na Avenida Severino Cabral (antiga Avenida Brasília), no bairro do Catolé, em Campina Grande.

O Programa do Artesanato Paraibano é vinculado à Secretaria de Estado de Turismo Desenvolvimento Econômico e coordenado pela primeira-dama do Estado, Pâmela Bório. O evento conta com o apoio do Governo Federal, Programa de Artesanato Brasileiro (PAB), Sebrae-PB e Governo do Estado da Paraíba.