O projeto Sabadinho Bom vai fazer uma viagem por clássicos e contemporâneos da música nesta edição do dia 19, que traz o multi-instrumentista pernambucano Roberto do Valle e o sambista da nova geração Helton Souza. O Sabadinho, uma promoção da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio da sua Fundação Cultural (Funjope), começa às 11h30, na Praça Rio Branco, no Centro Histórico.

Natural de Recife, Roberto do Valle abre a programação com clássicos do choro, bossa nova e MPB. No repertório, “Bebê” (Hermeto Pascoal), “Desafinado”, “Wave” e “Garota de Ipanema” (Tom Jobim), “Forrozin” (Heraldo do Monte), “Samba de Exaltação” (Baden Powell), “Lamento” (Pixinguinha) e “Queixa” (Caetano Veloso).

Multi-instrumentista, dono de 35 anos de carreira, Roberto do Valle toca piano, violino, violoncelo, violão clássico e bandolim. Participou de numerosos festivais, concertos e oficinas pelo Brasil e chegou a tocar ao lado de Sivuca, Canhoto da Paraíba e do maestro Spok. Gravou oito álbuns com participações. Agora, prepara-se para gravar o primeiro álbum-solo, ao estilo jazz big band.

Helton Souza – Neste show, o sambista Helton Souza prestará uma homenagem a São Jorge, de quem é devoto e a quem dedica uma música. Cartola, Nelson Cavaquinho, Beth Carvalho e Clara Nunes também terão versões no show.

Com apenas 27 anos, este que é um dos representantes mais iluminados da nova geração do samba paraibano, vai apresentar músicas do primeiro CD, “Na Paraíba também tem samba”, e de intérpretes e compositores consagrados que o guiaram na carreira, como Mauro Júnior e Mirandinha. “Comecei há 15 anos como percussionista de bandas-baile, mas fui ‘abduzido’ pela força do samba”, confessa Helton Souza, que também se arrisca no banjo.

Com Helton sobem ao palco Milton (cavaquinho), Jefferson Sete Cordas (violão), Sandro Leite (pandeiro), Marcelo Caramelo (surdo), Nenenzinho (tantã), Rafael (percussão) e Germano (contrabaixo).