Revista Exame destaca Maior São João do Mundo e impacto econômico em Campina Grande (PB)

0
91
Imagem: Divulgação

Campina Grande mais uma vez volta a ser referência na mídia nacional, desta feita na especializada Revista Exame, que aborda o impacto econômico do Maior São João do Mundo na economia de Campina Grande durante os 30 dias do evento.

Para a publicação, a festa deve gerar “impacto de 200 milhões de reais o PIB do município, segundo a Secretaria de Planejamento da cidade”. A publicação destaca a pujança da festa e seus números e aborda a concorrência com Caruaru, a cidade pernambucana de grandes festejos juninos.

Sobre Campina Grade, destaca a Revista Exame destaca que todo mês de junho, verdadeiras multidões são atraídas ao Parque do Povo, badalado ponto central que concentra as principais atrações do São João campinense. E passa a discorrer sobre o potencial da Rainha da Borborema:

“Com quase 408 000 habitantes, Campina Grande respira São João. As festividades de 2017 devem impactar em mais de 200 milhões de reais o PIB do município, segundo a Secretaria de Planejamento da cidade. A expectativa da prefeitura é que mais de 1,5 milhão de pessoas passem pela região. “Por incrível que pareça, do ponto de vista econômico, esta época gera muito mais impacto na cidade do que o período das festas de fim de ano, somando a movimentação econômica de restaurantes, comércio, hotelaria, entre outras”, ressalta o coordenador de comunicação do município, Marcos Alfredo.

As comemorações e homenagens tomam conta de Campina Grande desde o dia 2 de junho. Para animar a cidade e a região metropolitana, mais de 120 trios de forró foram contratados – os artistas que compõem a programação somam 500 apresentações durante os 31 dias de festa. Só o Parque do Povo, principal polo comemorativo, deve receber de 250 000 a 300 000 pessoas no fim de semana de São João, 24 e 25 de junho. O fotógrafo Igor do Ó será uma delas. “Todo mundo que mora aqui entra quase em ‘modo São João’, sabendo que vai lidar com turistas, vai ter festa todo dia e vai ver a cidade diferente por um mês, bem mais movimentada”, resume.

Além dos shows de artistas como Wesley Safadão, Alcione, Flávio José e Elba Ramalho, Campina Grande conta com a tradicional cidade cenográfica e a Locomotiva do Forró: um trajeto de uma hora e 40 minutos de trem entre a cidade e o município de Galante, durante o qual os passageiros podem aproveitar para dançar o autêntico forró pé de serra.

Outra grande tradição local é o casamento coletivo. A edição de 2017, realizada em pleno Dia dos Namorados, reuniu 120 casais no Parque do Povo. Mas nada supera o quadrilhão: mesmo sob chuva, 885 casais se reuniram pelo quinto ano consecutivo para manter o recorde de Maior Quadrilha Junina do Mundo.

A tradição da data está diretamente ligada à história da região. “O clima festivo do São João torna a cidade muito mais palpitante neste período porque tem uma relação muito próxima com nossas raízes culturais, principalmente com o interior, a zona rural e as comidas típicas. Há todo um clima diferente em função disso”, explica. A festa no Parque do Povo começou em 1983. O sucesso foi tamanho que, já no ano seguinte, o evento foi registrado no calendário da Empresa Brasileira de Turismo (Embratur). Com patrocínio de entidades como o Bradesco,  neste ano, ele vai durar um mês, terminando no dia 2 de julho”, finaliza.

Codecom CG