O verão se aproxima nos trópicos, e aqui na “pontinha do Seixas”, da linda João Pessoa, o sol começa a despontar cada vez mais cedo e mais forte. As águas do Atlântico ficam ainda mais translúcidas, numa aquarela de cores convidativas para estação mais sexy do ano. Corpos bronzeados em belíssimos trajes de banho, esportes náuticos, sombra, bons drinques e muita paquera.

É justamente nessa época do ano, que começamos a nos preocupar um pouco mais com a saúde e, principalmente, com a aparência física.  E todo ano surge uma nova dieta milagrosa, cheias de marketings nas capas de revistas e estórias e afirmações das celebridades. O fato é que nenhuma delas consegue cumprir a promessa de uma perda de peso sem sofrimento, dedicação e força de vontade.

Qualquer regime que vá contra os princípios básicos da alimentação equilibrada ou que faz promessas surrealistas devem ser analisadas com muito cuidado. A dieta balanceada e nutritiva é uma necessidade fisiológica para a manutenção da saúde física e do bem-estar.

A maioria das dietas da moda oferecem uma variedade restrita e monótona de alimentos, fazendo com que muitas pessoas criem aversão a frutas, verduras e legumes, e passem a comer menos do que a quantidade recomendada. Essas dietas podem provocar deficiências nutricionais e tendem a falhar por não estimular modificações permanentes nos hábitos alimentares.

Quem nunca ouviu falar do temido efeito sanfona? Todos aqueles quilinhos perdidos com muito esforço no verão, sendo recuperados no São João. A cada tentativa de iniciar uma nova dieta, vai ficando cada vez mais difícil perder peso, e esse fenômeno se tornou o vilão dos regimes. E uma coisa é fato: se alguém estiver seriamente interessado em conquistar o “corpo ideal”, o único caminho é a adoção de hábitos alimentares funcionais aliados a prática de atividades físicas permanentes, equilibrando a quantidade calórica de alimentos ingeridos e com as energias gastas na prática desportiva.

Perder aqueles quilinhos indesejáveis não é nada fácil, difícil mesmo é resistir às tentações e aos prazeres do sabor, principalmente quando temos em nossa mesa a maravilhosa gastronomia brasileira e as peculiaridades da cozinha regional nordestina.

Para obter sucesso na busca do corpo perfeito, é necessário um compromisso entre o comer moderadamente, usar do bom senso na prática de exercícios diários físicos diários, e a adoção de um novo estilo de vida, como por exemplo, deixar o carro em casa, andar mais a pé, de bicicleta, ou subir de escadas no lugar do elevador, de vez em quando.

Dietas da moda não funcionam, e essas medidas radicais para “secar até o verão” podem acarretar em graves problemas para a saúde.  Antes de fazer quaisquer mudanças na sua alimentação, é fundamental procurar um médico especializado ou nutricionista qualificado.

A dieta deve se basear em alimentos nutritivos e de baixas calorias. Dê preferência a pães e massas integrais, com muitas fibras e cereais. Escolha aqueles que se adaptem ao seu paladar e que sejam gostosos de comer, puros ou com azeite extravirgem no lugar da manteiga ou da margarina.

Deguste uma boa massa com molhos à base de tomates, legumes e outros vegetais. Evite molhos gordurosos com excesso de queijos, gorduras e industrializados. Faça uso do leite desnatado, iogurtes, coalhadas e queijos leves, como o queijo minas, a ricota ou o cottage que usarei numa receitinha logo mais.

Inclua na sua alimentação uma grande variedade de frutas frescas, vegetais e saladas coloridas.  Lambuze-se com sorvetes à base de iogurte, com frutas frescas e mel. Aprecie o sabor natural dos alimentos preparando-os no vapor, em grelhas antiaderentes, com pouca gordura e frituras.  Tente resistir aos petiscos, frituras e açúcares.

“Mas de uma coisa fique certa, amor”: não se prive tanto a ponto de não conseguir manter sua dieta. Jamais se afaste do circulo de amigos, da família e das relações em torno da mesa. Permita-se comer aquele alimento “proibido” de vez em quando, e de forma não compulsiva.

Se o seu quitute ou sobremesa favorita, por exemplo, é uma das várias delícias que eu ensino no Programa Casa Estilos, deguste-a com moderação, após uma ou duas semanas de sucesso na sua dieta, como forma de compensação. Esse maravilhoso ato de presentear-se a cada conquista, ajudará você a perder peso e a esbanjar saúde e beleza em todas as estações.

"Saladas" - Foto: Kleide Teixeira
Foto: Kleide Teixeira

Salada de pepino, morango e mel

Ingredientes:

200g de mini-pepinos frescos e cortados em cubos

300g de morangos fatiados

100g de tâmaras, em cubos

100g de figos frescos, em cubos

100g de nozes, quebradas grosseiramente

10 folhas de hortelã picadas

1 copo de iogurte natural

50ml de mel de abelhas

2 talos de cebolinha, picada finamente

Folhas de hortelã inteira para decorar

Modo de preparo: Em um refratário disponha os morangos, os pepinos, as tâmaras, os figos, as nozes e a hortelã. Misture o iogurte, o mel e as hortelãs picadas. Despeje o molho imediatamente sobre a salada. Decore com a cebolinha e com um ramo de hortelã.

Por Chef Fábio Cunha
Foto de Capa: Acervo pessoal Chef Fábio Cunha