Projeto Iaras reúne mulheres compositoras em oficinas, apresentações e workshops

0
Imagem: Divulgação

Autoras profissionais ou não de poemas, contos, canções ou que simplesmente gostam de escrever se reúnem no próximo sábado (20) na Usina Cultural Energisa para um evento inédito

Um evento inédito que visa reunir diversas compositoras da Paraíba com a finalidade de reforçar e criar os laços entre elas e chamar a atenção para a importância de suas atuações como agentes criadores na nossa cultura. Este é o principal objeto do Projeto Iaras, uma iniciativa que  vai oferecer a mulheres em geral, que gostam de escrever poemas e/ou canções/ melodias e contos/prosa/verso, sejam profissionais ou não; uma série de atividades que estimulem e inspirem a capacidade criativa das participantes. O encontro acontece no próximo sábado (20), a partir das 15h, na Usina Cultural Energisa. A entrada é franca.

“Esta é a primeira edição do Projeto Iaras! Este projeto é oferecido de forma gratuita para todas as mulheres e o acesso será restrito unicamente à capacidade de lotação do espaço utilizado em cada oficina. Cheguem junto, mulheres! Não é um concurso, é um encontro de Iaras”, celebra a cantora e idealizadora do projeto, Val Donato. O projeto tem apoio da Rádio Tabajara, Orgânica Produtora Audiovisual e Vivass Assessoria & Comunicação.

No local, haverá um varal poético para gerar e registrar em vídeo parcerias entre as participantes de forma espontânea, pocket show com Tanto Canto Coletiva Artística, Grupo Baque Mulher e As Calungas e banca de venda de livros/ discos/ obras de autoras paraibanas. A partir das 21h, no Café da Usina, um show com várias compositoras paraibanas, como Renata Arruda, Mira Maya, Val Donato, Nathalia Bellar, Regina Limeira, Gabriella Grisi, Gabriella Villar, Juliana Almeida, Gitana Pimentel, Tamires Amaral, Katarina Nepomuk , Débora Malacar, entre outras.

O propósito – As mulheres representam mais de 50% da população mundial e o Brasil segue essa estatística. Em tese, a representatividade das mulheres em todas as áreas deveria seguir essa proporção, mas não é isso que acontece na prática – essencialmente, nas expressões artísticas e mais ainda no âmbito da criação/composição. Isso instiga uma reflexão sobre as causas dessa realidade e como diminuir essa distância na proporção de homens e mulheres sendo reconhecidos no meio artístico e criativo. “Foi a partir desta reflexão que surgiu a ideia de realizar um encontro de compositoras paraibanas afim de reunir, estimular  e  convocar as nossas mulheres ao exercício da composição poética e musical”, justifica Val Donato.

O nome, Iara, significa a lendária índia guerreira brasileira que atraía os homens com seu lindo canto pretende estimular e conscientizar as mulheres da importância de se expressarem, diminuindo assim o sentimento de repressão vivido por tanto tempo e que ecoa ainda hoje. “Precisamos conhecer quem são essas mulheres que já se reconhecem e assumem enquanto compositoras e atrair as que sentem o desejo de criar, mas são desestimuladas por tantos fatores. É preciso que as mulheres se libertem da necessidade de receber alguma aprovação masculina para que elas se sintam confiantes na própria capacidade de compor e criar”, acrescenta Val.

Programação 

Café da Usina e área de exposições:
•       Palestra sobre representatividade feminina:  Abordagem feita sob um contexto histórico dos fatos e conjunturas que arrastaram a realidade da mulher como minoria na função de criar até os dias de hoje. – Gláucia Lima 15h
•      Oficina de escrita criativa: Processos criativos  e como desatar os nós da liberdade temática.  Ministrante: Rochelle Melo – (poeta, psicóloga e educadora) 13h • Oficina de musicalização e canto: Como expressar-se intuitivamente dentro da música usando a voz como interprete direta do pensamento, Aprimorar a percepção sonora das palavras (sons aberto e fechados) e seus efeitos . Priscila Santana e Joana Knobe 16h
•      Oficina Pandeiro Brasileiro – 14h COM Katiusca Lamara (Mestre em Etnomusicologia, formada em Música na UFPB)
•      Mulheres do Hip Hop – Oficina de rimas: Visando o público interessado em desenvolver suas habilidades de rima e improviso voltado para o Hip Hop. Kalyne Lima (sinta a liga) 17h

Área externa
•       Pocket Shows:  Tanto Canto (15h), as Calungas (16h) e Baque Mulher (17h)
•       Varal Poético ( Pendura-se poemas ou versos e deixa para que outra venha e use para compor uma música ou continuar o poema, estimulando as parcerias e criação) Os resultados serão registrados em audiovisual e vai pro canal do projeto.
•       Gerar uma Carta reivindicatória para ocupação da nova escola técnica da Paraíba com curso profissionalizante de técnico de som, roadie, direção de palco, produção e outras atividades e funções do meio cultural direcionadas para as mulheres.

Serviço:
Projeto Iaras – I Encontro de Compositoras Paraibanas
Data: sábado (20)
Local: Usina Cultural Energisa –  R. João Bernardo de Albuquerque, 243 – Tambiá, João Pessoa – PB
Horário: a partir das 15h

Apoio: Rádio Tabajara, Orgânica Produtora Audiovisual e Vivass Assessoria & Comunicação

Inscrições: http://bit.ly/2Dgrr4t
Site: http://bit.ly/2D4E7rF

Entrada Franca

Assessoria