Empresa não informou o motivo do atraso do voo durante a paralisação da última quinta-feira.

 

A Fundação Procon multou a Gol em R$ 326 mil por não informar os passageiros sobre o motivo do atraso dos voos, nem a previsão da nova partida, como determina a Resolução n.º 141/10 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

O Procon também considerou que a empresa aérea desrespeitou o artigo 31 do Código de Defesa do Consumidor (CDC), que prevê que o prestador de serviços têm de oferecer informações claras e precisas ao consumidor.

Em nota, o Procon informou que  a autuação é resultado da fiscalização realizada durante a  paralisação dos aeroviários na última quinta-feira (22/1), nos aeroportos de Cumbica e de Congonhas.

O auto foi entregue à Gol na sexta-feira. O cálculo é feito com base na gravidade das infrações e leva em conta, ainda, o faturamento da empresa.

 

Fonte: BSD
Foto: Marcelo S Camargo