‘Por Trás do Céu’ emociona convidados presentes na pré-estreia nacional do filme

0
2514
Emilio Orciollo Netto, ator e coprodutor do filme durante a pré-estreia do filme em João Pessoa - Foto: O Concierge

por Alessandra Lontra

Nesta quinta-feira, dia (23) de março, às 20h, no Cinespaço Mag Shopping, aconteceu a pré-estreia nacional do filme ‘Por Trás do Céu’, do diretor Caio Sóh, distribuído pela Pandora Filmes e SPCINE e produção, da Elixir Entretenimento.

O filme ainda terá mais duas pré-estreias nos dias (04) e (05) de abril, no Rio e em São Paulo. No dia (06) de abril, acontecerá a grande estreia em circuito nacional onde o filme será exibido nas principais praças como Rio, São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Salvador, Recife e João Pessoa.

Valério Lima (Diretor de Produção, Emilio Orciollo Netto (ator e coprodutor) e Denis Feijão (Produtor Executivo) - Foto: O Concierge
Valério Lima (Diretor de Produção, Emilio Orciollo Netto (ator e coprodutor) e Denis Feijão (Produtor Executivo) – Foto: O Concierge

O evento, para convidados e imprensa, contou com a presença dos atores Emilio Orciollo Netto (ator e coprodutor), Denis Feijão (Produtor Executivo), Valério Lima (Diretor de Produção), Azul Serra (Diretor de Fotografia). Além da equipe,  participaram do elenco local os atores paraibanos Everaldo Pontes e Sebastião Formiga. Toda a equipe que veio fazer a pré-estreia circulou pelo hall de entrada do cinema concedendo entrevistas, conversando e tirando fotos com o público presente.

Conversando com o paraibano Valério Lima, que é um dos Diretores de Produção e o responsável pelo filme ter sido gravado na Paraíba, ele me contou que conheceu o autor e Diretor, Caio Sóh, com o texto adaptado para o teatro, mas que tinha interesse de roteirizá-lo  para o cinema. Valério manifestou seu desejo em trazer o roteiro para a Paraíba e durante anos trabalharam em cima do roteiro até que a atriz Nathalia Dill, que faz a protagonista Aparecida, disse que faria o papel e o Emílio Orciollo Netto, que faz o protagonista Edivaldo, apostou no roteiro e entrou como coprodutor juntamente com a atriz Paula Burlamaqui que faz a personagem da prostituta, Walquiria.

17554775_1369301743091767_1044641052_n
Imagem:Divulgação

As gravações iniciaram em 2014 e só este ano conseguiram fazer a estreia. “Por trás do Céu” ganhou o 20º Festival CinePE, onde conquistou cinco prêmios, entre eles o de Melhor Filme pelo Júri Popular, Melhor Roteiro, Melhor Atriz Coadjuvante (Paula Burlamaqui) e Ator Revelação (Marcelo Góes).

Também saiu vitorioso do 11º Festival de Cinema Latino Americano de São Paulo, realizado no Memorial da América Latina, com o prêmio do Público e do 11º Encontro Nacional de Cinema e Vídeo dos Sertões realizado no Piauí, com prêmio de Melhor Direção de Artes (Ana Isaura / Kennedy Mariano). Participou, ainda, da seleção oficial de importante festivais internacionais como FESTin Lisboa, Festival do Cinema Brasileiro em Munique e Festival Du FilmBresilien em Luxemburgo.

Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

Conversei um pouco com Valério Lima sobre o cinema paraibano e as dificuldades que há em se fazer cinema no Brasil e, mais especificamente, na Paraíba. Ele me contou que, em verdade, a Paraíba é o estado do Nordeste com maior número de Festivais, principalmente, de curta metragem e citou os Festivais do Congo, Coremas, Picuí, Sousa e Juripiranga, mas que faltam investimentos por parte do poder público tanto municipal, quanto do Estado, uma vez que o cinema gera emprego e renda por onde ele passa. Mesmo com todas as dificuldades, Valério disse que tem muita gente trabalhando com cinema na Paraíba, com ótimos curtas circulando e que é um orgulho poder participar desse processo, trazendo artistas de outros mercados para cá, elevando, assim, o nome do nosso Estado, na área cultural.

Atores e equipe de produção do Filme "Por Trás do Céu" na pré-estreia em João Pessoa - Foto Funjope (Divulgação)
Atores e equipe de produção do Filme “Por Trás do Céu” na pré-estreia em João Pessoa – Foto Funjope (Divulgação)

Perguntei o que ele havia achado das “Novas Regras da Lei Rouanet” que o governo Federal lançou na última terça-feira, (21) e ele me disse que vai ser muito bom para o Nordeste porque o novo pacote de mudanças vai corrigir as principais distorções da Lei que concentrava os recursos nas regiões Sul e Sudeste. Sobre o filme “Por Trás do Céu”, perguntei se eles tinham tido apoio da Lei Rouanet, e ele disse que não; que já tinham o apoio financeiro dos atores Emílio Orciollo Netto e Paula Burlamaqui que, além de atuarem no filme, passaram a ser investidores.  Disse, ainda, que tiveram patrocínio das prefeituras de João Pessoa e de Cabaceiras, o apoio do Governo do Estado e que também captaram recursos de empresas privadas fora da Paraíba. Inclusive, Valério falou que pretende fazer uma campanha de esclarecimento sobre a Lei Rouanet, junto aos contabilistas e empresas da iniciativa privada, no sentido de mostrar que a Lei não é nenhum “bicho de sete cabeças” e que é importante que as empresas locais apoiem bons projetos na área da cultura,  pois os benefícios retornam para a comunidade local. Falou, também, que, muitas vezes, o produtor consegue aprovação da Lei Rouanet, mas que não conseguem fazer a captação juntos as empresas privadas. E que isso ocorre  justamente porque elas não entendem o processo e ficam com medo da prestação de contas que, no caso, é de total responsabilidade da empresa que está fazendo a produção; e que ela tem interesse em fazer  a prestação da forma correta para se manter no mercado.

Outra coisa positiva, aos olhos de Valério Lima, em relação à Lei Rouanet foi o limite médio a ser cobrado do público por produtos culturais favorecidos pela Lei que, agora, passa a ser de R$ 150,00.

Conversando com o ator e um dos investidores do filme, Emílio Orciollo Netto, ele me disse que o cinema nacional tem filmes incríveis, filmes lindos, grandes artistas de talento de Norte a Sul; e que, portanto, é muita gente querendo trabalhar e precisando trabalhar. Que torce para que a situação econômica do país melhore para que produções como esta se viabilizem para que eles possam trabalhar, que é o que eles gostam e o que sabem fazer;  e que o filme foi feito, sobretudo, com muito amor. Emílio agradeceu muito a acolhida que tiveram tanto por parte dos atores locais, quanto da comunidade que tão bem os receberam.

Para o presidente da Funjope (Fundação Cultural de João Pessoa), Maurício Burity, que representou o Prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, uma produção desse nível  traz benefícios para a cultura local, uma vez que os atores serão vistos em outros mercados e, além disso, os atrativos da cidade serão divulgados não só para o Brasil, mas também para o mercado estrangeiro, por meio dos Festivais Internacionais de Cinema de que o filme vem participando.

Nathalia Dill, protagonista do filme "Por Trás do Céu" - Foto: O Concierge (tirada da tela do cinema na pré-estreia em João Pessoa)
Nathalia Dill, protagonista do filme “Por Trás do Céu” – Foto: O Concierge (tirada da tela do cinema na pré-estreia em João Pessoa)

“Por trás do Céu” chega aos cinemas do país no dia (06) de abril e apresenta um filme onírico, com uma história linda e com uma fotografia de tirar o fôlego.

O longa metragem teve a cidade de Cabaceiras como cenário principal do filme e algumas gravações foram feitas também em João Pessoa.

O filme fala sobre o sonho de uma mulher, Aparecida, protagonista do filme vivido pela atriz Nathalia Dill, que não tem nada além do sonho de sair do lugar pequeno em que vive. Aparecida nasceu e se criou naquele lugar de extrema pobreza, onde vive com seu marido, Edivaldo, protagonizado pelo ator Emilio Orciollo Netto que vive amargurado por causa de uma tragédia que abalou sua família. Após a tragédia, Edivaldo e Aparecida se isolaram e passaram a viver em cima do Lajedo, que é bem distante da cidade, junto com o amigo Micuim, personagem do ator pernambucano, radicado no Rio, Renato Góes que viaja para João Pessoa e traz um presente para Aparecida que aguçou ainda mais a vontade dela de partir.

Aparecida, interpretada pela atriz, Nathalia Dill dentro do foguete que construiu - Foto: O Concierge (tirada da tela do cinema durante a pré-estreia em João Pessoa)
Aparecida, interpretada pela atriz, Nathalia Dill dentro do foguete que construiu – Foto: O Concierge (tirada da tela do cinema durante a pré-estreia em João Pessoa)

Acontece que com o passar do tempo Aparecida começa a sonhar em conhecer algo maior, que ela nem imagina o que seja, mas que acha que irá encontrar na cidade ou “por trás do céu”. O grande cenário da vida dela é o céu. Durante boa parte do filme, Aparecida, dialoga com o céu, com Deus e sonha em construir um foguete para viajar e ver o que tem por trás do céu.

O céu acaba sendo um protagonista do filme e a fotografia do Azul Serra, Diretor de Fotografia do filme, evidenciou isso muito bem por meio das imagens do céu.  Aparecida passa os dias tentando estabelecer um diálogo com o céu,  tentando falar com Deus, em busca de curar a sua dor e sair daquele pedacinho do sertão que se tornou pequeno e  onde ela não cabia mais.

Vale a pena assistir a esse longa metragem nacional. Garanto que você vai se emocionar!

Assista ao teaser do filme AQUI.

Ficha Técnica

Por Trás do Céu

Um filme de Caio Sóh

(Cor/ drama/ 104’/ Brasil/ 2016)

Distribuição – Pandora Filmes e SPCINE

Produção – Elixir Entretenimento e Cinema Bruto

Produzido por – Denis Feijão, Caio Soh, e Emilio OrciolloNetto

Coprodução – Telecine, Bossa Produções, Canal Brasil e Mistika

Produtores Associados – Paula Burlamaqui, Nathalia Dill e HansaWood

Patrocínio – Prefeitura de João Pessoa, Taesa, Light e Assembleia Legislativa da Paraíba

Apoio – Toyota Carvalho & Filhos, Locall, Abrasel, ABIH, Gaivota Hotel, Nativo, Universo Imagens, Instituto Bibancos, Hotel Fazenda Pai Mateus e Prefeitura de Cabaceiras

Diretor e Roteirista – Caio Sóh

Produtor Executivo – Denis Feijão

Diretor de Produção – Felipe Kowalczuk e Valério Lima

Produtor Delegado – Arthur Pizzo

Diretor de Fotografia – Azul Serra

Gaffer – Cláudio Castro

Maquinista – Marcos Broa

Diretores de Arte – Ana Isaura, Zeno Zanardi, Kennedy Mariano

Still/MakingOff – Márcio Nunes

Figurino – Alex Brollo

Figurinista Assistente – Helena Byington

Maquiagem – Carlos Rodrigues

Técnico de Som – Evandro Lima

Trilha Sonora – Plínio Profeta

Edição de Som – Yan Saldanha

Mixagem – Cauê Leal

Montador – Bruno Regis e Caio Soh

Coordenador de Pós-Produção – Duda Izique

17506077_1368514546503820_337541352_n

17506581_1368514773170464_837383913_n

17506187_1368512913170650_1034278910_n