Lewis Hamilton, havia achado “macio” o asfalto da pista, que passou por um recapeamento completo

 

Foram realizados na última sexta-feira (7), no Autódromo de Interlagos, os treinos livres para o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 e os comentários são positivos das equipes e dos pilotos que pisaram fundo na pista do circuito renovado.

Pela manhã, logo após os primeiros testes, a Mercedes comentou em sua conta no Twitter como o atual líder da temporada 2014, Lewis Hamilton, havia achado “macio” o asfalto da pista, que passou por um recapeamento completo. A admiração do piloto inglês pelo automobilismo brasileiro já é conhecida.

O depoimento do segundo colocado no campeonato e único corredor que ainda tem chances matemáticas de tirar o título de Hamilton, Nico Rosberg, que também compete pela Mercedes, não ficou atrás do companheiro na hora de elogiar o circuito paulistano: “Eu realmente adoro esse circuito e, em geral, ele proporciona uma corrida repleta de ação”, comentou em artigo publicado na última quarta-feira (5), no site da equipe alemã.

A Lotus, que tem como pilotos Pastor Maldonado e Romain Grosjean, classificou como “impressionante” o novo asfalto da pista ontem em sua conta do Twitter, ao passo que a Red Bull Racing, escuderia defendida por Sebastian Vettel e Daniel Ricciardo, comentou, também na rede de microblogs, a beleza da decoração verde e amarela especialmente preparada para o GP do Brasil.

Novo asfalto e mais segurança

O recapeamento total da pista foi feito a partir de meados de julho de 2014, com cobertura asfáltica especial mais duradoura, que elimina ondulações na pista e propicia maior aderência aos veículos. O “pitlane”, trecho da reta em frente aos boxes, também recebeu novo piso, mais resistente, além de novo sistema de drenagem.

Na entrada dos boxes, a pista de acesso foi alargada e antecipada em cerca de 300 metros, dando mais segurança aos pilotos. Já na saída dos boxes, na curva “S do Senna”, foi criada uma área de escape maior para deixar o trecho mais seguro. As intervenções foram feitas com verba do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Ministério do Turismo e terão a segunda etapa a partir de dezembro deste ano.

Fonte: DT
Foto: Reprodução