“Itacoatiara”, duas palavras na língua Tupi. “Ita” e “kwatia”, que significam sequencialmente “pedra” e “riscada”.
Localizado na região metropolitana de Campina Grande o município de Ingá é conhecido por suas Itaquatiaras que são pedras com inscrições rupestres datadas de 6.000 anos atrás. A pedra do Ingá ou Itacoatiara do Ingá é a mais conhecida e a mais misteriosa entre todas as que fazem parte desse sítio arqueológico. Possui inscrições esculpidas em baixo relevo, que nos trazem a lembrança de frutas, animais e até constelações. Tem uma extensão de 20m e altura de 3m.
Chegando ao sítio arqueológico, que se localiza praticamente as margens do rio Bacamarte as pedras nos remetem a uma primitiva época e a atmosfera do lugar nos sugere sonhos, devaneios, encantamentos, fantasias, ficção, imaginação… Com os povos que habitaram o lugar no passado. Uma civilização desconhecida e enigmática…
A visita ao museu arqueológico informa dados sobre o sítio, além de objetos e relíquias que foram encontradas próximas ao local, estão expostas ali. O museu contém um acervo do que foi aquele local no passado.
Eu fico feliz em visitar, pois apesar da ainda pouca e precária estrutura, contamos com um guia local que nos deixa a par de toda a funcionalidade do museu e história local. A Pedra do Ingá foi tombada pelo IPHAN tornando-se um monumento nacional. E é hoje um dos locais turísticos mais visitados no Brasil.

*Este texto foi relocado para esta coluna e faz parte do acervo da colunista.
Escrito em 16/11/2013

Foto: AC

 

SHARE
Artigo anteriorA Feirinha de Tambaú
Próximo artigoPedra do Reino
Ana Célia Macedo
Ana Célia Macedo, jornalista desde 2010 é membro da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo, seccional Paraíba (Abrajet PB). Iniciou suas atividades junto a comunicação escrevendo sobre turismo num blog em que narrava experiências vividas nas suas viagens pelo mundo e também divulgando os atrativos turísticos da sua cidade natal, João Pessoa. Morou por dois anos na Suíça, onde aperfeiçoou habilidades no jornalismo online, editorando o site “Brasileiros na Suissa”, que continha conteúdo exclusivo para a comunidade brasileira naquele país. É acadêmica em Comunicação Social, empresária e editora do site "O Concierge Online" que produz o melhor conteúdo em Turismo, Cultura e Gastronomia. Viajar, comer bem, conhecer novas culturas, fotografar e escrever são seus "hobbies". E-mail para contato: anaceliamacedo@oconciergeonline.com.br