Paraíba sai na frente no quesito economia criativa e incentiva outros estados a trilhar o mesmo caminho.

Por Ana Célia Macêdo

SONY DSC
Heloisa Menezes

Durante os três dias de Ruraltur, que aconteceu na Arena das Dunas em Natal-RN, mais de sete mil visitantes puderam conhecer o melhor conteúdo em atividade criativa e os potenciais atrativos e turísticos do turismo rural. O evento tem o objetivo de alavancar o turismo rural e gerar renda para a produção associada ao turismo. A Paraíba teve destaque especial na feira; levou 180 empresários que expuseram e comercializaram seus produtos junto a 45 expositores de vários estados, inclusive o Rio Grande do Norte.

A Feira que acontecia há 10 anos no Estado da Paraíba, tornou-se itinerante e sobressai como referência no segmento, principalmente porque gera negócios, conhecimento e aumenta a rede de contatos por meio de networking. “Tornar a Ruraltur itinerante foi fundamental, pois ela é uma ferramenta para a atividade criativa muito importante e agora pode ser utilizada por todo o Brasil”, disse Heloisa Menezes, diretora do Sebrae Nacional. “O Turismo Rural é relevante e existe em todos os estados do Brasil, a Ruraltur promove novas oportunidades de desenvolvimento dessa atividade econômica, pontuou.

Luis Alberto Amorim
Luis Alberto Amorim

Para o diretor do Sebrae-PB, Luiz Alberto Amorim, dois pontos de relevância têm que ser reconhecidos para o sucesso da 11º edição da Ruraltur:  o primeiro, o evento ter se tornado itinerante; o segundo, a participação da Paraíba.
“Sair do nosso Estado, poder divulgar o que fazemos em um outro território, ser vitrine, ir ao encontro de outras ideias mesmo que no mesmo segmento, faz com que todos ganhem, pois são geradas novas ofertas no turismo de experiência”, enfatizou.

“O Turismo Rural do Brasil é uma revolução silenciosa”,  disse Regina Amorim, gestora de turismo do Sebrae -Paraíba. “Quando o Brasil pensou em Turismo Rural, em 2004, e fez a Feiratur, que aconteceu no Rio Grande do Sul, nós queríamos trazer a Feira para a Paraíba; mas, como não foi possível, lançamos a Ruraltur que completa 11 anos de sucesso, com foco na ruralidade e no desenvolvimento territorial”, concluiu.

Este ano, estiveram presentes na feira representantes do Sebrae de vários estados, da  Abratur (Associação Brasileira de Turismo Rural), do Idestur (Instituto de Desenvolvimento do Turismo Rural);  também representantes dos órgãos ligados ao segmento, empreendedores,  jornalistas, profissionais e estudantes de gastronomia  e o público que compareceu  ao evento.

Gustavo Porpino e Antônio Roberto Rocha
Gustavo Porpino e Antônio Roberto Rocha

O economista e Mestre em Gestão do Turismo, Gustavo Porpino, avalia  a Ruraltur como “uma Feira que nos amplia a visão”. “Por meio dela, podemos ver que o Nordeste brasileiro está trabalhando a diversificação do seu produto turístico, além do sol e mar, e que existe demanda em outros segmentos, como o rural, cultural , ecoturismo , o turismo religioso entre muitos”, disse.

“O Turismo Rural é um segmento que a Paraíba domina bem e o Rio Grande do Norte deve seguir caminhos para aprender e se inserir melhor nesse segmento. A Ruraltur está muito bem montada e o Sebrae, de parabéns”, avaliou  o Jornalista e organizador Salão do Turismo Rota 101 Nordeste, Antônio Roberto Rocha.

No próximo ano, a feira será  realizada em  Fortaleza – CE. A 11ª Ruraltur, que aconteceu na Arena das Dunas em Natal-RN, é uma promoção do  Sebrae do Rio Grande do Norte com o apoio da Abratur, do Idestur, do Sistema Faern-Senar,  do Grupo Banco Mundial, do RN Sustentável e do Governo do Estado do Rio Grande do Norte.

Veja mais fotos:

SONY DSC
Regina Amorim (Gestora de Turismo do SEBRAE – PB)
SONY DSC
Grupo Aruenda da Saudade de Pitimbu – PB

IMG_0004 (2)
SONY DSC
SONY DSC
SONY DSC

SONY DSC
SONY DSC
SONY DSC
IMG_0077
SONY DSC

Fotos: O Concierge