Painel online traz informações sobre Unidades de Conservações federais

0
91
Areia Vermelha - Cabedelo-PB) Foto-Cacio Murilo - Imagem: Divulgação

Ferramenta será lançada oficialmente pelo ICMBio e IPÊ na terça-feira (6) durante as comemorações da  Semana do Meio Ambiente. Dados podem ser usados para fins de conservação e educação

Painel online - Imagem: Divulgação
Painel online – Imagem: Divulgação

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e o IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas lançam oficialmente na terça-feira (6), durante evento de comemoração da Semana do Meio Ambiente, na sede do ICMBio, em Brasília, o Painel Dinâmico de Informações Gerenciais.

A ferramenta disponibiliza informações sobre as 327 unidades de conservação (UCs) federais e 14 centros de pesquisas do ICMBio, além de vários outros dados sobre o Instituto, úteis para pesquisadores, servidores públicos, estudantes e a sociedade em geral. O painel já pode ser acessado aqui.

O Painel Dinâmico permite ainda a consulta sobre a gestão ambiental de todos os biomas brasileiros, tudo de forma atualizada e simplificada. O painel utiliza o software QlikView®, ferramenta de business intelligence, voltado aos processos de coleta, organização, análise, compartilhamento e monitoramento de dados, normalmente usado no suporte à gestão das organizações.

Os bancos de dados estão dispostos em grupos temáticos interativos, que reagem de imediato ao uso de filtros e caixas de seleção. Com isso, é permitido ao usuário realizar a navegação e o cruzamento de informações oriundas de diversas áreas temáticas, obtendo uma visualização rápida e integrada dos importantes resultados produzidos pelo ICMBio.

As informações revelam resultados dos 10 anos de trabalho do ICMBio e também a transparência da aplicação dos recursos nas UCs, como números da fauna avaliada por pesquisadores, gestão administrativa e de pessoas, uso público, turismo nos parques, pesquisa de biodiversidade, orçamento e finanças. Os dados podem ser utilizadas para fins educativos e de pesquisa e, também, pela imprensa.

“A ferramenta é bastante intuitiva e muito poderosa para consulta, análise e integração de dados. Todos os seus gráficos e tabelas são interconectados, de modo que, ao fazer qualquer seleção na visualização, as informações são rearranjadas segundo o critério selecionado”, afirmou Marcelo Kinouchi, chefe da Divisão de Gestão Estratégica e Modernização do ICMBio.

A coordenadora de projetos do IPÊ, Fabiana Prado, disse, por sua vez, que, “além da transparência dos dados e de reunir em um único lugar informações tão relevantes, a ferramenta vai proporcionar um ganho de escala no trabalho de gestão das unidades de conservação, otimizando e qualificando a tomada de decisão de quem trabalha diariamente para o desenvolvimento das UCs federais”.

O IPÊ, organização que atua há 25 anos pela proteção da biodiversidade, apoiou a implementação desta ferramenta, por meio do projeto Motivação e Sucesso na Gestão de UCs, em conjunto com a Fundação Moore. O projeto ocorre em parceria com o ICMBio há seis anos e busca ampliar a qualidade da gestão das UCs no Brasil, por meio do incentivo às boas práticas dos gestores de áreas protegidas. Para isso, dá apoio técnico, capacitação e promove debates entre os seus principais articuladores e interessados.

Ascom ICMBio