Sessenta e cinco residências consideradas em situação de risco, que estavam localizadas na região ribeirinha do bairro São José, já foram demolidas na Operação ‘João Pessoa em Ação – Força Municipal de Prevenção de Riscos’, segundo levantamento realizado nesta segunda-feira (16) pela Defesa Civil Municipal.

De acordo com Noé Estrela, coordenador da operação, a expectativa é de que pelo menos 150 casas sejam desapropriadas na área. “Estamostrabalhando    na demolição    das residências e revitalização do rio e áreas adjacentes, através da dragagem das águas e plantio de nova vegetação”, ressaltou.

Os proprietários das 65 residências desapropriadas já se cadastraram na Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) para o recebimento do auxílio moradia. O trabalho, iniciativa da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), é uma ação conjunta entre servidores    da Autarquia Especial Municipal de Limpeza    Urbana (Emlur) e da Defesa Civil Municipal.

Urbanização – Em uma área de 75 mil metros quadrados, a Prefeitura vai garantir a urbanização e aconstrução    de 1.024 apartamentos    no bairro São José, que receberão 4.100 pessoas, habitantes de áreas de risco da comunidade.

Outras ações – Ainda nesta segunda-feira (16), as Secretarias de Infraestrutura (Seinfra) e Desenvolvimento Urbano (Sedurb) realizaram diversos serviços de manutenção, seguindo o cronograma da ‘João Pessoa em Ação’. Os servidores da Seinfra limparam e desobstruíram galerias pluviais na Rua Terezinha Ferreira de Lima, no Esplanada. Já os da Sedurb estiveram no bairro dos Estados e no Castelo Branco podando árvores de grande porte.

Monitoramento    – A Defesa Civil Municipal segue monitorando as 31 áreas de risco da Capital. No domingo (15), com as fortes chuvas registradas na cidade, houve a queda da fachada de um dos casarões localizado no Centro Histórico   . Mesmo tratando-se de um imóvel    privado, técnicos da Defesa Civil estiveram no local e isolaram a área para garantir a segurança dos transeuntes no local.