A antologia, lançada no inicio do ano pela Publicações Europa América – http://www.europa-america.pt – reúne uma amostra dos escritos, ensaios, diários de bordo e conselhos dos maiores viajantes de todos os tempos. De Marco Pólo a Fernão de Magalhães, passando por Cristóvão Colombo ou Jacques Cartier, do Dr. Livingstone a Sir Richard Burton, o livro é um registro do homem viajante sobre a terra.

O pequeno texto de John Hatt, viajante e editor inglês que teceu suas idéias enquanto percorria mais de 50 países dá um pouco a ideia da beleza deste livro. O texto se chama Conselho Útil: “Faça as malas e comece a viajar antes que seja tarde demais. Ainda existem vastas regiões no mundo que imploram para serem visitadas; e as viagens irão lhe proporcionar uma riqueza de experiências e prazeres que podem prolongar-se para o resto da sua vida – para além do mais, uma riqueza que nenhum governo pode lhe tirar.

Se acontecer o pior dos males e for infeliz nas suas viagens (improvável), pelo menos terá aprendido a apreciar o seu país. Eu nunca me arrependi de visitar um único país (embora três dias em Dubai tenham chegado), e raramente conheci alguém que lamentasse ter viajado. As nossas maiores desilusões são quase sempre pelo que não fizemos – não pelo que fizemos. E não deixe que a fraca desculpa do trabalho o impeça de viajar, lembrando sempre do provérbio haitiano que diz que: ‘se o trabalho é uma coisa tão boa, porque é que os ricos não ficaram com todo, só para eles?”

Travel3