Ainda que a Seleção não venha jogando bem. Ainda que o Mundial tenha custado muito ao país. Ainda que várias obras não tenham sido concluídas, ou que a FIFA não tenha pagado um centavo se quer de impostos, pelo menos uma coisa a Copa do Mundo de 2014 já nos deixou de grande legado: redescobrimos o Hino Nacional.

Talvez você não se lembre, mas na década de 90, antes de qualquer mundial, a CBF distribuía aos jogadores colas do Hino Nacional e após alguns treinos marcava ensaios para ensinar os atletas a cantar o Hino. Apesar de tanto esforço, chegava a ser patético ver os jogadores perfilados, Hino tocando, e quase todos de boca fechada. Pior ainda é que alguns ainda mexiam a boca fazendo de conta que estavam cantando.

Desta vez está bonito. Aliás, mais que bonito, chega a ser arrepiante ver jogadores e torcida cantando o Hino, mesmo em capela, depois que param os acordes.

Muito se discute sobre o legados que a Copa pode deixar. Estádios bonitos, importante obras públicas, etc. Mas para mim, ver o país cantando seu amor à Pátria, nos estádios, em praças públicas, ou em frente da TV, é um dos grandes legados que a Copa está deixando até agora.

Alexandre Camargo