Ministro do Turismo, Vinicius Lages, e presidente da Embratur, Vicente Neto, estudam estratégias de parcerias com o setor privado e maneiras para tornar mais ágeis ações de promoção do país 

O ministro do Turismo, Vinicius Lages, afirmou nesta quarta-feira (21), no Rio de Janeiro, que o Ministério do Turismo e o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) estudam um novo modelo de gestão e atuação da Embratur, autarquia do Ministério do Turismo que cuida da promoção turística do Brasil no exterior.

Segundo Lages, entre as vantagens da nova estrutura estão a agilidade nas ações de promoção internacional e a possibilidade de parcerias público-privadas para fortalecer a presença do Brasil nos mercados turísticos de interesse. “Essa é uma demanda urgente, estimulada pelo desafio de manter o Brasil entre os sonhos de consumo de viajantes estrangeiros em um ano de entressafra como 2015 e também para 2016 e o pós-Olimpíada”, disse o ministro.

Para ajudar a definir a proposta de reestruturação, MTur e Embratur realizaram, no final do ano passado, seminário com agências de promoção de países como os EUA, Inglaterra e França. Além disso, o assunto já foi levado à consulta pública no final de 2013 e debatido na Comissão de Turismo do Senado Federal. Entre os representantes do setor no Brasil, associações como a ABAV (Associação Brasileira de Agências de Viagem) e órgãos como o Conselho Nacional do Turismo (CNC) já foram convidados a contribuir. Segundo o presidente da Embratur, Vicente Neto, “não houve quem fosse contra. Todo o trade está com a gente, pois eles entendem que a mudança é necessária”.

A ideia é formatar uma estrutura que permita ações de promoção do turismo de maneira integrada com setores da indústria, tecnologia e comércio. “A Embratur não pode mais atuar de forma isolada, promovendo apenas o turismo e não envolvendo outros negócios”, defendeu o ministro Vinícius Lages.

A Embratur foi criada em 1966 como empresa pública e em 2003, com a criação do Ministério do Turismo, foi transformada em autarquia e vinculada ao MTur.

Fonte: Ascom/EMBRATUR
Foto: Divulgação