Mundo da magia invadiu última edição do ano do Recife Antigo de Coração

0
150
Recife Antigo de Coração - Foto: Aldemir Lemos / Divulgação

O bairro ficou lotado durante todo o dia. O evento reuniu muitos fãs das histórias fantásticas e quadrinhos

Ao chegar ao Bairro do Recife, todos encontravam uma grande festa. Nas ruas que convergem no Marco Zero, era fácil ver pessoas de todas as idades se divertindo. O Recife Antigo de Coração, em sua última edição do ano, promoveu um grande encontro de recifenses e turistas com uma programação diversificada. Shows, atividades esportivas, brinquedos infantis, feirinha e um polo especial para os amantes da personagem Harry Potter e das histórias em quadrinhos, estiveram abertos durante todo o dia. A iniciativa que acontece desde 2013, é da Prefeitura do Recife por meio da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer.

Vestido da personagem Blaise Zabini, dos livros de Harry Potter, Clenio Malkin estava numa felicidade só por poder aproveitar o polo “Escola de Magia”, criado para reunir as atividades do Potterrando, grupo de promove eventos para f ãs da autora J K Rowling. O local também reuniu os amantes da arte dos quadrinhos, n o Beco dos Artistas, oficina de “animais místicos” e apresentação de alquimista e de mágico. “Desde 10 anos eu acompanho os filmes e livros do Harry e hoje está sendo muito legal e divertido. Já tiramos fotos em todos os espaços que lembram as cenas dos livros. Adorei o chapéu seletor”, contou Clenio.

Outra novidade desta edição foi a Tenda Quântica. Os participantes tiveram acesso gratuito a terapias holísticas e conheceram a Medicina Quântica, que utiliza métodos de cura vibracionais, “através da integração e realinhamento da mente, corpo, espírito”. Além disso, o historiador Jamerson t’Òrísàlá recebeu os interessados no universo da cartomancia e jogou cartas e búzios. Os amigos Ellen Ferreira e Thiago Ribeiro estavam ansiosos para pela primeira vez, ter contato com o jogo de cartas. “Estou adorando o evento e fico muito feliz em saber que a Prefeitura do Recife está pensando em todos os públicos”, disse Thiago.

No polo musical, em frente ao Marco Zero, ninguém ficou parado. Teve Trio Pé de Serra Balaio de Cheiro, o Show do Bem, Helton Lima, Ed Carlos e a banda Faringes da Paixão, que fechou o palco. O grupo Frevália se encarregou de entoar clássicos da música pernambucana com novas roupagens no palco no Paço do Frevo e movimentou a Praça do Arsenal.

Assessoria