João Pessoa mais perto da Holanda

0
Fernando Milanez, sec. Turismo João Pessoa, Bruno Mesquita, pres.Abav Paraíba, Saulo Barreto, coord Turismo João Pessoa

Voo que liga João Pessoa à Holanda é apresentado ao “Trade” turístico

por Ana Célia Macedo

Com o objetivo de desenvolver o turismo na cidade de João Pessoa a Secretaria de Turismo (SeturJP) com o apoio da Associação Brasileira de Agentes de Viagens seccional Paraíba (AbavPB), apresentou ontem, quinta-feira (20), no Hardman Praia Hotel, para agentes de viagens e para o “trade” turístico, o plano “Amsterdam Link”, que liga o Brasil a Holanda por meio de voo “Charter” com desembarque direto no aeroporto Castro Pinto

O secretário de turismo de João Pessoa, Fernando Milanez, destacou a importância do voo para a economia local e geração de novos empregos e também incentivou os agentes de viagens para comercialização do novo produto turístico da capital. “O que parecia um sonho tornou-se realidade! Graças ao nosso otimismo, trabalho e fundamentalmente o apoio do ex-prefeito, Cícero Lucena”.

Com 160 assentos semanais e 640 mensais o voo tem uma expectativa de comercialização de 62% com a venda internacional e de 32% com a venda nacional. Com este voo, João Pessoa, se torna visível para o mercado internacional e entra para a rota dos turistas europeus.

A Holanda tem importância estratégica para o mercado europeu e é de extrema importância para a internacionalização do destino João Pessoa, pois fica a poucos quilômetros da França, da Bélgica e da Alemanha, que tem uma população aberta a viagens de turismo com longas distancias.

De acordo com o coordenador de assuntos internacionais da Prefeitura, Saulo Barreto, o voo será apresentado oficialmente em janeiro do próximo ano, com o primeiro voo sendo operado no mês de abril. “Estamos há sete anos trabalhando na implantação desse voo, que a principio foi vetado pelo governo do Estado, por problemas operacionais, mas agora com a participação efetiva do Secretario Milanez, o voo torna-se possível”, revelou.

Ainda de acordo com Barreto, a Holanda passou 11 anos enviando mensalmente voos “charter” para o mercado brasileiro com desembarque em Natal (RN), encerrando as atividades no ano de 2013. “Existia uma lacuna no mercado e nós chegamos em boa hora. Como todo projeto, o nosso tem planejamento, riscos e contrapartidas, por isso conversamos com o prefeito Luciano Cartaxo e ele bateu o martelo”, concluiu.

Imagem, PMJP / divulgaçãoO voo acontecerá todos os sábados, em aeronave 737-800, com parada em Cabo Verde, para abastecimento. Será comercializado com valores de cerca € 600 e atenderá ao público nacional dos estados da Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e internacional da Holanda, Bélgica, Alemanha e França. Segundo estimativa realizada pela Setur JP, a ação injetará no mercado local mensalmente cerca de R$ 1.626.240,00.