O projeto Violadas atinge a marca de dez edições em João Pessoa atando os laços estabelecidos entre a Paraíba Violões (PaVio) e outras instituições criadas a partir de sua atuação na região Nordeste: o concerto de hoje, às 20h30, na Usina Cultural Energisa, tem como convidado o potiguar Ronildo Freire, trazido à capital pela Associação de Violonistas de Mossoró (a Avim, do Rio Grande do Norte).

Criada aos moldes da PaVio, por influência do violonista boliviano Pablo Donoso, que levou a ideia depois de passar dois anos em João Pessoa, a Avim traz Ronildo para a Paraíba a fim de executar um repertório predominante de música brasileira. A entrada custa R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia) e é totalmente repassada para o músico.

Ronildo Freire é integrante do grupo popular Choro Sem Teto e do duo de flauta e violão da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN). Leciona violão e teoria musical no Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN).

Jornal da Paraíba