Igrejinha (RS) promove mais uma edição da Oktoberfest

0
20
Crédito: Divulgação

Cidade espera receber 180 mil visitantes durante o evento que contará com shows de atrações nacionais como a dupla Zezé di Camargo & Luciano

O Sul do Brasil é marcado pela influência de diferentes povos europeus e, em outubro, a cultura alemã é especialmente celebrada em algumas cidades do país. Uma delas é a gaúcha Igrejinha que neste ano promove a 30ª edição da sua Oktoberfest. Com uma população de 37 mil habitantes, o município prevê um fluxo de 180 mil pessoas até o domingo (29), último dia da festa. E como manda a tradição, tudo regado a uma boa cerveja, com média de um litro de chope por pessoa.

Somente na abertura da festa, no dia (20), foram 25 mil visitantes no Parque Almiro Grings, onde a Oktoberfest é realizada. Na agenda de shows para fim de semana estão previstas apresentações de Zezé di Camargo & Luciano, na sexta-feira (27), e de Gustavo Lima, no domingo (29).

A agenda também inclui bailes com orquestras e grupos musicais típicos para animar o público de manhã até a noite, além de danças folclóricas e gastronomia germânicas (joelho de porco, chucrute e diferentes tipos de salsichas não faltam).

Situada na rota da Serra Gaúcha, Igrejinha está a 90 quilômetros de Porto Alegre e foi fundada por imigrantes alemães ainda no século XIX. A festa surgiu como uma forma dos moradores locais homenagearem seus ancestrais e de valorizar a cultura germânica.

Atualmente, a Oktoberfest é considerada um dos maiores eventos populares do Rio Grande do Sul, sendo reconhecida como “Patrimônio Cultural do Estado”. Em 30 anos, a festa atraiu 3,9 milhões de visitantes que consumiram 3,7 milhões de litros de chope.

ESTRUTURA – O Parque de Eventos Almiro Grings fica no centro da cidade e conta com 15 mil m² de área coberta. São quatro pavilhões e cinco palcos para bailes e apresentações artísticas. Na área de alimentação são comercializados produtos coloniais e há, ainda, dois restaurantes típicos e outros 30 pontos de venda de lanches à disposição dos visitantes.

O público da Oktoberfest é servido por 150 chopeiras distribuídas por todo o parque. A bebida, que sai direto dos caminhões, percorre uma tubulação especialmente construída para isso até chegar gelada aos canecões dos visitantes.

TRADIÇÃO – No interior do parque há uma Vila Germânica, com arquitetura em estilo enxaimel, que leva o visitante ao passado colonial brasileiro. As boas vindas são dadas pela Corte da Oktoberfest, que é composta pelas “Soberanas” e pelos representantes infantis e da melhor idade, enquanto os bonecos-símbolo: Hans, Hannah e seus filhos, Frederico e Alice alegram as pessoas.

Ascom MTur

*Com informações da Prefeitura de Igrejinha