Estabelecimentos buscam economizar recursos e respeitar ambiente
Foto: ANSA

 

O aumento da necessidade de ter uma vida saudável e sustentável e de seguir práticas ecológicas no dia a dia fez com que a procura pelo “turismo verde”, também chamado de ecoturismo, crescesse nos últimos anos. Por isso, em todo o mundo o setor hoteleiro está colocando em prática medidas para se adequar às novas exigências do mercado.

E na Itália não é diferente. No hotel Gallo Rosso, que fica nos Alpes da região de Trentino-Alto Ádige, o visitante pode passar as férias em um ambiente campestre, apreciando os produtos agrícolas da própria zona e convivendo com os moradores locais.

Outros exemplos de hotéis ecológicos são os da rede ItalyGreenHotel – encontrados na Emilia-Romana e na Sardenha -, que oferecem ao turista uma alimentação equilibrada e regional e atividades para deixar a mente e o corpo sãos, tudo isso economizando recursos naturais.

Alguns hotéis, no entanto, vão mais além e também são sustentáveis na arquitetura das acomodações. O La Voce del Vento, na cidade de Pastena, é estruturado segundo os princípios da bioarquitetura, com a utilização de materiais ecológicos que respeitam o patrimônio histórico e natural da região. Além disso, o estabelecimento conta com painéis solares e um sistema de captação de água da chuva para irrigar a horta e o jardim da propriedade.

Já o albergue Alcatraz, na cidade de Gubbio, na Úmbria, é uma ótima escolha para quem deseja um contato genuíno com a natureza e os outros hóspedes. Todos os visitantes comem juntos e devem colocar e retirar a mesa nas refeições. O quarto é arrumado pelos próprios clientes, e neles não há televisão ou frigobar.

Fonte: DT
Foto: ANSA